fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

GDF compra leitos de UTI de hospital do Gama

Além dos leitos, foram adquiridos medicamentos como ceftriaxona injetável, comprimidos do ácido ursodesoxicólico e solução básica de bicarbonato de sódio

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta quarta-feira (25), a Secretaria de Saúde (SES) publicou, no Diário Oficial do DF (DODF), a contratação de novos leitos de Unidade Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora, no Gama. A ação visa reforçar o atendimento para diagnosticar casos de infecção pelo coronavírus com rapidez e aprimorar a estrutura física para os pacientes.

Além dos leitos, o GDF também adquiriu medicamentos como comprimidos do ácido ursodesoxicólico, utilizado para tratamentos de doenças no fígado; ceftriaxona injetável, para o tratamento de doenças respiratórias; e a solução básica de bicarbonato de sódio a 8,4%, utilizada em procedimentos de hemodiálise.

O investimento será de R$ 24,2 milhões. A ação tem a colaboração de vários órgãos. “Todas as ações que estamos tomando são importantes, porque são medidas preventivas. Estamos usando a prevenção como melhor remédio para cuidar do coronavírus. A contratação dos leitos é parte desse processo”, explica o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Bombeiros ampliam atuação

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) também publicou aviso de licitação para a compra de 10 mil testes rápidos de diagnóstico da Covid-19. A corporação solicita aos interessados proposta comercial para balizamento de preços, visando obter valor mais em conta à administração pública. Os kits de diagnósticos do SARS-CoV-2 serão destinados ao Laboratório de Análises Clínicas da Policlínica do CBMDF (Pomed). “Quanto mais testes rápidos tivermos, melhor”, destaca o secretário de Saúde.

Os interessados poderão obter a solicitação de orçamento para fornecimento da proposta por meio do e-mail dimat.cbmdf@gmail.com. As propostas deverão ser encaminhadas até as 18 h de quinta-feira (26) ao e-mail dimat.cbmdf@gmail.com, onde poderão ser esclarecidas todas as dúvidas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A Polícia Militar também está em busca de reforçar os equipamentos de segurança para atuação dos batalhões nas ruas. Para isso, foi autorizada a compra emergencial de luvas, no valor total de R$ 28,2 mil. Os produtos, afirma a corporação, têm destinação certa para suprimento logístico, igualmente como ação de enfrentamento emergencial de saúde pública decorrente do coronavírus.

Com informações da Agência Brasília


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade