Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Funcionamento das tendas de hidratação é prorrogado

As tendas ficarão erguidas até 30 de junho. Caso ocorra queda expressiva na demanda, o prazo poderá ser reduzido novamente

Da Redação
[email protected]

Os 10 centros de hidratação feitos pelo Governo do Distrito Federal (GDF) para atender pacientes com suspeita de dengue tiveram prazo de funcionamento prorrogado. As tendas ficarão erguidas até 30 de junho. Caso ocorra queda expressiva na demanda, o prazo poderá ser reduzido novamente. 

Ricardo Ramos, subsecretário de Atenção Integral à Saúde, diz que as tendas estão fazendo o trabalho a que foram destinadas. “As tendas estão cumprindo a sua missão, que é a de resolver mais de 98% dos casos suspeitos de dengue. Nosso objetivo, com essas unidades, foi garantir a assistência ao cidadão”, frisou o subsecretário de Atenção Integral à Saúde, Ricardo Ramos.

O subsecretário afirma que, desde 25 de maio, data que as tendas começaram a funcionar no Distrito Federal, apenas 2% das pessoas atendidas precisaram ser encaminhadas aos hospitais. Todos os outros atendimentos tiveram a situação resolvida apenas nos centros de hidratação. 

Levantamento feito pela Coordenação de Atenção Primária indica que, em 19 dias, 21.974 pessoas foram atendidas e, entre elas, 15.550 foram notificadas com suspeita de dengue. Além disso, essas unidades hidrataram e medicaram 4.369 pacientes e apenas 452 foram levados aos hospitais. 

 

Com informações de Secretaria de Saúde

 

Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade