fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Formados não recebem diplomas

Alunos da Faculdade JK denunciam que não têm como comprovar graduação há mais de um ano

Pedro Marra

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em denúncia enviada ao Jornal de Brasília, ex-alunos de Enfermagem da Faculdade JK relatam que estão há mais de um ano à espera do diploma de conclusão do curso de graduação. De acordo com os profissionais, a instituição afirma não ter entregue o documento ainda porque supostamente aguarda o retorno das atividades da Universidade de Brasília (UnB), que seria a resposnável por fazer o registro do documento.

Um ex-aluno da instituição, que não quis ser identificado, conta que foi aprovado em um processo seletivo do Governo do Distrito Federal e que precisa do diploma para tomar posse. Ele conta que enviou um e-mail à faculdade pedindo esclarecimento pelo tempo de espera do documento.

“Concluí o curso de bacharel em enfermagem pela Faculdade Jk de Brasília em abril de 2019 e desde então a faculdade nunca me entregou o diploma, assim como para outros ex-graduados. Alguns alunos já receberam os diplomas por terem apresentado alguns documentos que justificavam urgência e outros que pagaram valores extras”, protesta no texto.

Ao procurar a Universidade de Brasília (UnB), a instituição federal informou ao rapaz que de acordo com a Portaria do Ministério da Educação (MEC) nº 1095, de 25 de outubro de 2018, artigo 3º, “os diplomas expedidos pelas universidades serão por elas próprias registrados, e aqueles conferidos por instituições não universitárias serão registrados por universidades credenciadas, na forma da legislação vigente.”

Na mesa da diretora

“Eu me formei agora no meio do ano e perguntei em quanto tempo eu receberia meu diploma. A diretora Patrícia [referindo-se a Patrícia Lima, diretora da faculdade JK] me falou que tem mais de 300 para mandar para a UnB na mesa dela, e que se eu passar em algum concurso é para eu ligar para ela com 48 horas para ela levar meu processo na UnB”, expõe outra ex-aluna em um grupo de colegas no WhatsApp.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rafael Melonio, 34 anos, também se formou em março de 2019 e também não recebeu o diploma.

“Fui à faculdade em dezembro e a diretora me confirmou que eu estaria na lista que ela iria enviar no dia 15 de janeiro, informando que a UnB estaria de recesso de fim de ano. Até aí, tudo bem, me contive. mas até agora, nada.”

Ele diz que entrou em contato com a ouvidoria da faculdade no dia 3 deste mês e informaram que seu diploma estava previsto para ir para registro na UnB no mês de fevereiro, mas que houve um atraso, e devido ao decreto que suspendeu as atividades da mesma eles não puderam ser encaminhados. De acordo com Rafael, a faculdade teria prometido que o processo dele estaria na primeira remessa a ser enviada para a UnB.

“É obrigação da faculdade e meu direito ter o diploma. Quando fui lá no final do ano, não me entregaram nenhum documento comprovando a que a diretora Patrícia havia dito. Ou seja, palavras ao vento. Mas o tempo já é o necessário para a comprovação dessa irregularidade”, lamenta.

UnB com “acessos limitados”

A UnB diz que não tem competência para expedir diplomas de outras instituições. “Os diplomas são expedidos ou confeccionados pela própria instituição de ensino superior. Dessa forma, a Universidade de Brasília, sendo universidade credenciada, é apenas responsável por registrar diploma. Não temos competência para expedir diploma em nome da JK. Por causa da pandemia, a UnB registrará os diplomas comprovadamente urgentes”, diz a UnB por e-mail, ao citar indiretamente o caso do ex-aluno da denúncia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A UnB explica que a Secretaria Acadêmica está fechada, atendendo mediante agendamento das faculdades, que devem “entrar em contato com o setor Engenharia de Redes de Comunicação (REDES) por e-mail, enviar os processos dos alunos digitalizados. É feita uma análise, e agendada uma data para irem à UnB para que os dados do registro sejam transcritos para os diplomas físicos e devolvidos no mesmo momento. Não temos diplomas da JK pendentes de registro na UnB”, finaliza o setor de diplomas da universidade.

Procurada pela reportagem, a diretora da Faculdade JK, Patrícia Lima, não respondeu o contato até o fechamento desta edição.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade