Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Fiscalização de veículos com placas de finais 5 e 6 começa na próxima semana

Publicado

em

Advertisements

A estimativa para a safra brasileira de soja 2005/06 foi revisada para baixo, ailment prostate para 52, order 89 milhões de toneladas, ante 53,29 milhões na previsão do mês passado, informou hoje o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mas a produção ainda será recorde, 3,4% maior que a da temporada passada, de 51,14 milhões de toneladas, que foi afetada pela seca.

Em um comunicado, o IBGE informou que a revisão para baixo se deveu a uma menor produção na região Centro-Oeste do país.

No início de junho, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reduziu sua projeção para a safra para 53,8 milhões de toneladas, ante 55,2 milhões em maio. A próxima estimativa da Conab está prevista para amanhã.

Analistas privados também têm reduzido suas previsões para a produção nacional devido a uma diminuição do plantio e nos gastos com sementes, fertilizantes e outros insumos.

 

A demanda interna está sustentando o desempenho da indústria nacional este ano, medicine fato inédito desde 2002, revelaram dados divulgados hoje pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Os números mostram ainda aumento dos postos de trabalho, um indicador de confiança do empresário no crescimento sustentado da economia.

Para o economista da CNI Paulo Mol, de 2002 a 2005, as exportações foram "o grande motor da economia". "A novidade em 2006 é a demanda interna", disse o economista durante apresentação do desempenho da indústria em maio.

As vendas reais da indústria, já descontados os efeitos sazonais, avançaram 0,73 por cento em maio sobre abril, e 4,55 por cento na comparação anual. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a alta foi de 1,59 por cento.

Para a CNI, entre as explicações para o desempenho das vendas em maio estão o aumento da massa salarial e as melhores condições de crédito, com juros em queda. O economista da entidade destacou o aumento do salário mínimo, de R$ 300 para R$ 350, que entrou em vigor em abril e foi recebido pelo trabalhador pela primeira vez em maio.
O uso da capacidade instalada subiu para 81,3 por cento em maio, contra 81 por cento em abril. Esse indicador está 2,5 pontos percentuais abaixo do valor recorde da série, e a CNI acredita que os riscos de gargalos ao aumento da produção em 2006 parecem remotos.

Ainda segundo a CNI, os estoques encontram-se mais próximos dos níveis desejados, o que significa que a indústria terá que produzir para atender ao aumento da demanda. O gerente-executivo de Política Econômica da CNI, Flávio Castelo Branco, prevê continuidade do crescimento em patamar moderado, apesar de não ser "nenhum desempenho asiático".

As horas trabalhadas em maio cresceram 1,19 por cento ante abril, e registraram aumento de 2,62 por cento na compara ção anual. O número de empregados na indústria cresceu 0,46 por cento no mês e 1,14 por cento em relação ao registrado em maio de 2005.

 

O candidato do PSDB à Presidência, buy information pills Geraldo Alckmin, order informou hoje que o limite de gastos de sua campanha eleitoral é de R$ 85 milhões.

"Isto é uma previsão para duas eleições, primeiro e segundo turnos. Isto é o teto, certamente o gasto será bem menor e a arrecadação será bem menor", disse Alckmin a jornalistas após participar de reunião do conselho político de campanha.

Mais cedo, o PT divulgou que a tentativa de reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva terá o teto de gastos de R$ 89 milhões.

Alckmin teve o cuidado de afirmar que o valor corresponde apenas a uma estimativa para "não ter problema" no futuro. "Faremos uma campanha com o menor gasto possível, e rigorosamente cumprindo a legislação", disse. A campanha terá um comitê financeiro composto pelo jurista Miguel Reali Jr. e pelo vereador José Anibal.

 

O embaixador da Rússia na ONU pediu cautela hoje na resposta aos mísseis lançados pela Coréia do Norte e disse que ele apóia uma declaração presidencial, this site que seria mais branda do que a resolução preliminar do Japão.

O embaixador Vitali Churkin disse a repórteres, depois de uma reunião do Conselho de Segurança, que ele é favorável a uma reação forte, mas se opõe a sanções e disse que o órgão com 15 membros deve considerar uma declaração. A China tem uma posição similar.

O Japão preparou um esboço de resolução, apoiada pelos EUA, Grã-Bretanha e França, pedindo que as nações retenham toda a verba, bens e tecnologia que poderiam ser usados no programa de mísseis da Coréia do Norte. A medida vai ser discutida por diplomatas ainda hoje.

 

O Japão, link os EUA e a Grã-Bretanha finalizaram hoje um projeto de resolução a ser votada pelo Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) par a suspender o envio de dinheiro, visit tecnologia e produtos capazes de serem usados pela Coréia do Norte em seu programa de mísseis.

O projeto, salve elaborado pelos japoneses e que ainda pode ser alterado, também condena o teste com vários mísseis realizado pelos norte-coreanos e pede à Coréia do Norte que regresse ao processo de negociações sobre seu programa nuclear e que envolve seis países.

Nenhuma votação deve ser realizada hoje, dia em que o Conselho de Segurança se reúne a portas fechadas para discutir o projeto.

A Coréia do Norte lançou vários mísseis na madrugada da quarta-feira (horário local), entre os quais um de longo alcance que seria capaz de atingir o Alasca, alimentando as tensões no norte da Ásia e provocando críticas vindas de todo o mundo.

O documento exige que o país asiático "interrompa imediatamente o desenvolvimento, os testes e a prolifera ção de mísseis balísticos" e reafirma uma moratória anterior no lançamento de mísseis aceita pela Coréia do Norte em 1999.

A nova resolução impediria a "transferência de recursos financeiros, itens, materiais, produtos e tecnologia para fins que poderiam contribuir com os programas de mísseis e de outras armas de destruição em massa (da Coréia do Norte)". "Essa é, obviamente, uma questão muito séria por causa da provocação norte-coreana", afirmou o embaixador dos EUA junto à ONU, John Bolton, antes da reunião do Conselho de Segurança.

Segundo Bolton, há esperanças de que o órgão enviará uma mensagem ao governo da Coréia do Norte, deixando claro que "esse tipo de comportamento é inaceitável".

Mas o embaixador da China junto à ONU, Wang Guangya, mostrou-se mais cauteloso. "A comunidade internacional defende a postura de que as ações tomadas precisam ser construtivas no sentido de manter a paz naquela parte do mundo", afirmou. "Se todos os membros do Conselho sentirem que algum tipo de ação apropriada é necessário, então vamos discutir isso", disse Wang. "Mas, certamente, o que aconteceu foi lamentável."

A Rússia já manifestou ser favorável a uma declaração presidencial, que seria mais branda do que a resolução japonesa.

 

Os testes de lançamento de mísseis da Coréia do Norte deverão ser discutidos pelos líderes do G8 (grupo dos sete países mais industrializados mais a Rússia) durante a cúpula na Rússia ainda este mês, information pills disse hoje um assistente da Presidência russa.

"Sem dúvida, viagra sale a Coréia do Norte será provavelmente discutida pelos líderes", disse à TV estatal russa Igor Shuvalov, a autoridade russa que está organizando a cúpula realizada pelo G8 entre 15 e 17 de julho, em São Petersburgo.

 

Já está "na hora" de o Hamas libertar um cabo israelense capturado, sildenafil disse hoje a secretária norte-americana de Estado, here Condoleezza Rice.

A declaração foi feita no mesmo dia em que o primeiro-ministro israelense ordenou uma ampliação da ofensiva contra o movimento palestino Hamas.

O primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, lançou a operação na semana passada depois que um soldado foi seqüestrado por homens do Hamas e de outras facções.

Os EUA pediram cautela de todas as partes envolvidas, mas pressionaram pela libertação do soldado.

 

O Tribunal do Júri de Brasília submete a júri popular amanhã, treat a partir das 9h, viagra sale Eder Alves Teixeira Brito, mais um motorista de van acusado da morte de Aldir Ferreira Lima, também motorista de van, ocorrido na Avenida L2 Norte, altura da SGAN 602, no Natal de 2003. O outro acusado, Rogério Brito de Sousa, foi julgado pelo júri popular em setembro do ano passado e condenado a 17 anos de reclusão, em regime integralmente fechado, pela participação no crime.

No dia 24 de dezembro de 2003, por volta das 15h, Eder teria atirado Aldir, matando-o. O outro réu, Rogério, foi condenado por combinar o crime com Éder, seu primo, bem como ao conduzi-lo ao local onde ocorreu o fato.

Segundo se apurou, Rogério se desentendeu anteriormente com a vítima, em outro local, unicamente em razão de uma disputa de passageiros, já que ambos eram motoristas de vans no transporte alternativo. Rogério teria se irritado porque a vítima estaria conseguindo mais passageiros do que ele. 

Para tanto, Rogério pegou o veículo de seu genitor e saiu procura de Aldir até encontrá-lo trabalhando em rota normal. De imediato, os réus emparelharam o veículo, ocasião em que Eder efetuou disparos que atingiram a vítima de surpresa, dentro de sua van, dificultando assim qualquer gesto de defesa.

Eder Alves Teixeira Brito está sendo acusado de homicídio qualificado por motivo fútil e por ter impossibilitado defesa da vítima, que prevê pena entre 12 e 30 anos de reclusão.

 

Os sobreviventes dos atentados a bomba em Londres, viagra sale que mataram 52 pessoas e feriram outras 700 no ano passado, dizem que questões fundamentais sobre as explosões ainda não foram respondidas pelo governo britânico.

Os passageiros que escaparam com vida dos ataques, lançados por quatro homens-bomba britânicos em três composições do metrô e em um ônibus no dia 7 de julho, desejam uma investigação ampla e aberta a respeito dos atentados, argumentando que pouco se fez até agora para evitar novas ações do tipo.

"Sei que haverá um outro ataque. Sei que a segurança hoje não é maior", afirmou Rachel North, de 35 anos, que estava no vagão da linha Piccadilly, onde Jermaine Lindsay explodiu sua bomba, perto da estação Russell Square, matando 26 passageiros.

"Não se trata de descobrir os culpados. Não se trata de política. É só que tivemos muita sorte pelo fato de um número maior de pessoas não ter morrido e precisamos agora tentar impedir a ação dessas pessoas."

Ao contrário dos Estados Unidos, que realizaram um inquérito amplo depois dos ataques de 11 de setembro de 2001 contra Nova York e Washington, o governo do primeiro-ministro da Grã-Bretanha, Tony Blair, tem resistido aos apelos para tomar uma medida semelhante.

Segundo ministros do país, um inquérito do tipo poderia distrair os serviços de segurança no momento em que precisam se concentrar nos esforços para impedir novos atentados.

"O ministro do Interior (John Reid) não acredita que uma investigação pública acrescentaria alguma coisa à forma como compreendemos as causas dessas atrocidades", disse uma porta-voz do ministério, notando que haviam sido realizados inquéritos parlamentares sobre os ataques.

O Ministério do Interior divulgou um relatório em maio contendo detalhes sobre as ações, os primeiros atentados suicidas ocorridos na parte ocidental da Europa. Mas o documento não deixou satisfeitos os sobreviventes.

"Ninguém quer colocar em risco a segurança do país e, claro, há coisas que não podem ser divulgadas", afirmou Jacqui Putnam, que estava no vagão à frente daquele em que atacou o suposto líder dos homens-bomba, Mohammad Sidique Khan.

Um relatório vindo do Parlamento revelou que os serviços de segurança do país já tinham se deparado com dois dos agressores, Khan e Shehzad Tanweer. Eles apareceram às margens de uma outra investigação sobre atividades terroristas e, à época, não foram considerados figuras importantes.

Mas jornais sugeriram que os homens teriam sido vigiados mais de perto, alimentando acusações de que o governo estaria tentando esconder dados sobre o caso.

Segundo os sobreviventes, questões como essas precisam ser analisadas mais de perto em um processo público. Entre as dúvidas que persistem há aquelas referentes às motivações dos homens-bomba e a suas eventuais ligações com a Al Qaeda ou com outros grupos militantes na Grã-Bretanha.

"Temos um grupo de pessoas que nasceram aqui. Este é o lar delas, elas são inglesas e ainda assim sentem-se privadas de seus direitos. Por quê?", perguntou Putnam.

Segundo sobreviventes, um inquérito ajudaria os serviços de emergência a serem mais eficientes, pressionando-os a adotar mudanças. A atuação deles viu-se prejudicada, entre outros fatores, por falhas de comunicação.

 

Os mercados globais operam em baixa hoje em meio a uma crise internacional gerada por testes de mísseis da Coréia do Norte, medicine além das contínuas preocupações com as taxas de juros em todo o mundo.

A Bolsa de Valores de São Paulo operava em queda de 2% às 13h55, price a 36.616 pontos, após alta de 8,7% nos últimos cinco pregões. "É Coréia. Isso está refletindo lá em Nova York, então está dando reflexo aqui", disse Luiz Roberto Monteiro, assessor de investimentos da Corretora Souza Barros.

O dólar avançava 1,11%, vendido a R$ 2,193, acompanhando o movimento no exterior.
"Lá fora piorou tudo por causa da Coréia e aqui está acompanhando", disse o operador de câmbio de um banco nacional.

Nos EUA, as bolsas de valores abriram com forte queda e depois das 12h operavam ainda em baixa. O índice Dow Jones caía 0,72%, enquanto o S&P500 recuava 0,84% e o Nasdaq, das ações de tecnologia, perdia 1,71%.

Na Europa, os mercados também encerraram o dia com perdas. O índice pan-europeu FTSEurofirst 300 caiu 1,16%, com todas as principais praças fechando no vermelho.

Mais diretamente afetadas pela notícia, as bolsas de valores asiáticas e a maior parte das moedas locais recuaram. O índice japonês Nikkei caiu 0,73%, depois de perder quase 1% no começo da sessão.

Na Coréia do Sul, o Kospi perdeu 0,47%, recuperando parte do terreno, já que chegou a cair 2% no começo da sessão. Os investidores concluíram que o impacto dos mísseis sobre a economia seria mínimo.

 

As exportações de café verde do Brasil em junho atingiram 1, generic 48 milhão de sacas (60 kg), recipe com queda de 17, troche 1% ante as 1,79 milhão de sacas exportadas em igual mês do ano passado, informou hoje o Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil). Em maio, o Brasil havia exportado 1,94 milhão de sacas de café verde.

O Cecafé informou que os embarques do tipo arábica ficaram em 1,41 milhão de sacas em junho, 13% abaixo das 1,62 milhão de sacas de junho de 2005.

As exportações de robusta ficaram em apenas 74 mil sacas em junho, 54% menores que as de igual período do ano passado.

No ano safra 2005/06, encerrado no fim de junho, o Brasil exportou 21,29 milhões de sacas de café verde, 13,3% abaixo do resultado do ano anterior (24,56 milhões de sacas), quando o País havia colhido uma safra maior.

"Apesar da redução da produção e exportação, o café brasileiro mantém sua participação no mercado internacional em torno de 30%", afirmou em comunicado Guilherme Braga, diretor do Cecafé.

As exportações de solúvel no ano terminado no fim de junho ficaram em 3,17 milhões de sacas, ante 3,36 milhões registradas no ano anterior.

A receita somada das exportações de café verde e solúvel atingiu US$ 2,88 bilhões de dólares em 2005/06, informou o Cecafé, com aumento de 11,7%, apesar da queda nos volumes embarcados.

"O aumento reflete a melhora observada no preço médio da saca embarcada, que subiu de US$ 92,5 no ano-safra 2004/05 para US$ 118 no ano-safra 2005/06, um acréscimo de 27%" , informou a entidade no comunicado.

E, segundo Braga, os números do primeiro semestre deste ano indicam uma continuação da tendência de recuperação dos preços, já que o volume caiu 12,9%, mas a receita registrou queda de apenas 2,2%.

No primeiro semestre, o Brasil embarcou (verde e solúvel) 11,54 milhões de sacas de café, ante 13,25 milhões em igual período de 2005. A receita ficou em US$ 1,39 bilhão, ante US$ 1,42 bilhão no ano passado.

 

Um enorme escudo com formato de margarida poderá bloquear a luz de outras estrelas e ajudar na busca por planetas parecidos com a Terra em outros sistemas solares, pharm afirmou hoje um astrônomo dos Estados Unidos.

Ele e sua equipe projetaram um escudo de plástico de 45 metros de diâmetro que poderia ficar junto de um telescópio e bloquear a luz vinda de outras estrelas, mind o que permitiria aos cientistas mapear sistemas planetários.

Encontrar outros planetas é muito difícil porque as estrelas associadas a eles são cerca de 10 vezes mais brilhantes.

"Acreditamos que esse modelo é competitivo, pills particularmente porque pode ser construído hoje com tecnologia atual", disse o professor Webster Cash, da Universidade de Colorado. "Nós poderemos estudar planetas parecidos com a Terra situados a dezenas de trilhões de quilômetros de distância e analisar quimicamente suas atmosferas, em busca de sinais de vida", acrescentou o pesquisador em comunicado.

O escudo, que é chamado de New Worlds Observer (Observador de Novos Mundos), foi descrito na revista científica Nature. Ele poderá ser lançado em uma órbita distante 1,6 trilhão de quilômetros da Terra quando aberto.

Três propulsores poderão ser usados para manter o escudo estável enquanto um telescópio vasculha milhares de quilômetros além, seguindo a luz de planetas distantes que atinge a estrutura.

"O New Worlds Observer está sendo estudado ativamente na academia, indústria e governo", disse Cash em carta envida à Nature.

Ele acrescentou que, se planetas parecidos com a Terra existirem, o escudo poderá encontrá-los na próxima década.

 

Faz vários dias que o Mundial terminou para as seleções da Argentina e do Brasil, stuff mas os torcedores que foram à Alemanha para apoiar seus times agora estão presos, adiposity já que não podem voltar a seus países por falta de vôos.

Ambas seleções foram eliminadas nas quartas-de-final, mas muitos torcedores continuam a percorrer as cidades alemãs pela impossibilidade de regressar a suas casas.
"A verdade é que queria voltar rápido, mas é impossível, não há vôos", disse Nicolás, um argentino que andava pelas ruas de Nuremberg com várias sacolas nas mãos. "Aproveito para comprar presentes. Estou na lista de espera para um vôo na segunda-feira, 11 de julho". "Eu, por sorte, estou na lista de espera para sexta-feira, tomara que consiga ir, porque estar na Copa sem a Argentina é uma tristeza", declarou Sergio.

Mas os argentinos não são os únicos com esse problema. "Eu tinha volta marcada para São Paulo para a quarta-feira (12 de julho). Como o Brasil perdeu, eu queria voltar antes, mas é impossível", contou Eduardo, um médico de 56 anos que apesar da derrota de seu time passeia com a camiseta verde-amarela que diz "penta".

As possibilidades de voar para a América do Sul nestes dias são muito poucas, disseram à Reuters os operadores de várias linhas aéreas. Na Aerolíneas Argentinas "não há nenhum lugar até sexta-feira (7 de julho). Não há lugares, há muitos torcedores argentinos e brasileiros querendo trocar suas passagens da semana que em para esta, mas é quase impossível", informaram no centro de atendimento ao cliente da empresa.

Na chilena LAN as coisas não são mais fáceis. "Partindo da Alemanha se pode chegar a Madri, mas para sair da capital espanhola seria preciso esperar até princípios de agosto", informaram funcionários da empresa.

Mas as piores perspectivas são as de quem pretende voar pela Varig. A empresa enfrenta problemas financeiros há vários anos e acumulou uma dívida de mais de R$ 7 bilhões, e no ano passado recorreu à Justiça para evitar a falência e está em processo de recuperação judicial.

Há várias semanas a empresa, que mantém em operação pelo menos a metade de sua já reduzida frota de 61 aviões, teve numerosos itinerários domésticos e internacionais suspensos. "Não há nada até dia 12 de julho, está tudo cheio. Há muitos vôos cancelados e muitas trocas de passagens por causa da Copa", disse um representante do atendimento ao cliente. "Além disso, Frankfurt é um dos poucos lugares de onde saem vôos, muita gente vem de Paris e Milão para poder voltar ao Brasil", acrescentou.

2006-07-05 17:44:45 GMT

Um enviado da Organização das Nações Unidas (ONU) na área de direitos humanos acusou hoje Israel de violar as "normas mais fundamentais" das leis humanas com o cerco à Faixa de Gaza.

A ação militar, viagra dosage iniciada depois do sequestro de um soldado israelense por militantes palestinos, hospital foi um "uso desproporcional da força" contra civis, disse John Dugard, representante especial da ONU para a área de direitos humanos no território palestino ocupado.

"Está claro que Israel está violando as normas mais fundamentais das leis humanitárias e humanas", disse Dugard, em uma sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU.

Por insistência de países árabes e muçulmanos, o recém-criado conselho está realizando uma sessão especial para debater a reivindicação de uma censura contra Israel e a exigência de que o país interrompa sua ofensiva militar em Gaza.

A proposta de resolução da Organização da Conferência Islâmica (OIC, na sigla em inglês), formada por 57 países, acusa Israel de prender líderes palestinos de forma arbitrária e de destruir pontes e usinas elétricas.

Também pede que Dugard lidere uma missão urgente à região e dê informações sobre "as violações israelenses dos direitos humanos".

Será necessária uma maioria simples, entre os 47 membros do conselho, para que a resolução seja adotada amanhã. Será a primeira envolvendo um único país a ser apresentada ao conselho desde que a nova organização substituiu a desacreditada Comissão de Direitos Humanos.

O embaixador norte-americano na ONU em Genebra, Warren Tichenor, lamentou a resolução, afirmando que ela olha para apenas um lado da situação e que não menciona o "fracasso do governo da Autoridade Palestina em denunciar o terror".

O embaixador de Israel, Itzhak Levanon, rebateu as acusações e disse que o objetivo da OIC é "vilipendiar" seu país. Segundo ele, a atual crise não foi provocada por Israel, mas por um ataque de "grupos terroristas palestinos com o objetivo de espalhar a morte".

Israel deixou o território de Gaza no ano passado, após 38 anos de ocupação, mas lançou uma forte ofensiva ali depois da captura do cabo Gilad Shalit, de 19 anos, em uma operação militante próxima à fronteira, no dia 25 de junho.

Dugard disse que os habitantes de Gaza estão sem água, que a comida é escassa e que os remédios estão acabando. A artilharia israelense atacou a região na última semana e explosões assustaram a população, disse ele.

"A conduta de Israel é moralmente indefensável", disse o enviado, que fez sua última viagem à região em junho e que elaborou o relatório a pedido da OIC.

 

O candidato esquerdista à Presidência do México, more about Andrés Manuel López Obrador, store tinha uma ligeira vantagem sobre seu rival conservador hoje, na recontagem dos votos da contestada eleição presidencial.

Os resultados exibidos no display do Instituto Federal Eleitoral mostravam López Obrador com 37,05% dos votos, com resultados de 36,6% das seções eleitorais. O candidato governista, Felipe Calderón, vinha em segundo, com 34,38% dos votos.

Ainda é cedo para dizer se a tendência se manterá. Resultados preliminares divulgados no início da semana, relativos à eleição de domingo, davam a Calderón uma liderança de 0,6 ponto percentual sobre López Obrador.

 

Os ministros de Energia do Brasil e do Uruguai e os presidentes das petrolíferas estatais de cada país disseram hoje que a Petrobras estuda a possibilidade de ampliar e modernizar a refinaria de La Teja.

A capacidade de processamento de 50 mil barris de petróleo por dia (bpd) poderia ser elevada para 60 mil ou 70 mil (bpd), online segundo o presidente da Petrobras, decease José Sérgio Gabrielli.

Ele afirmou que o projeto ainda está em fase de análise, mas prevê que o óleo pesado de Marlim, na Bacia de Campos, seja processado pela refinaria La Teja. Os derivados abasteceriam o mercado uruguaio e seriam exportados também para a Argentina.

"Nosso objetivo é logisticamente ter uma enorme sinergia com o mercado argentino. Lá (na Argentina), há deficiência de óleo diesel, poderíamos levar petróleo de Marlim para La Teja, refinar em La Teja e exportar para o mercado argentino. É uma questão de logística", disse o presidente da estatal.

De acordo com o presidente da Ancap, Daniel Martinez, o Uruguai não tem produção de petróleo e importa todo o óleo consumido pelo país a um custo anual de US$ 900 milhões.

O executivo estima que a ampliação da capacidade de refino e conversão demandará investimentos da ordem de US$ 400 milhões a US$ 500 milhões.

"Estamos estudando essa alternativa com a (venezuelana) PDVSA e a Petrobras. A idéia é aumentar a capacidade de processamento de petróleo e de conversão da refinaria. As negociações com a Petrobras estão evoluindo. A Petrobras tem interesse certo e a PDVSA está apenas conversando", disse Martinez. Ele acrescentou que as negociações com a PDVSA estão paradas.

Os ministros de Energia e os presidentes das duas petrolíferas assinaram hoje um memorando de entendimento para desenvolver a integração energética entre os dois países.

Brasil e Uruguai assumiram o compromisso de finalizar estudos para construir uma linha de transmissão de 400 quilômetros de extensão, que interligará os dois países.

O investimento previsto é de US$ 150 milhões e a linha de transmissão terá capacidade de transportar mil megawatts de energia, o equivalente ao consumo total do Uruguai.

O evento foi marcado por manifestações de ambos os lados de fortalecimento do Mercosul, bloco aduaneiro integrado, além de Brasil e Uruguai, por Argentina, Paraguai e, desde a véspera, Venezuela.

"Isso significa que o discurso está se transformando na materialização da integração do Mercosul, a partir desse momento as coisas começam a andar efetivamente", disse Silas Rondeau, ministro das Minas e Energia.

Por sua vez, o ministro da Indústria e Energia do Uruguai, Jorge Lepra, afirmou que Brasil e Uruguai são "países irmãos" e celebrou a assinatura pedindo um abraço ao ministro de Minas e Energia do Brasil.

 

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas começou a notificar a partir de hoje por meio de um ofício sigiloso 15 parlamentares suspeitos de estarem envolvidos na compra fraudulenta de ambulâncias com recursos do orçamento. O presidente da CPMI, approved deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), pedirá que eles apresentem por escrito sua defesa no caso. Os parlamentares estão sendo investigados, sob sigilo, pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O sigilo do processo voltou a ser discutido durante reunião da CPI. O presidente da comissão se comprometeu na próxima semana marcar uma reunião com a presidente do STF, ministra Ellen Gracie, para falar sobre as dificuldades em manter a determinação do tribunal. Biscaia disse ainda que os principais depoimentos serão tomados na semana que vem e, depois os parlamentares devem priorizar a análise de documentos.

Os parlamentares aprovaram convocação de Ricardo Waldmann, proprietário da empresa Supre-Rio. Foram aprovadas ainda solitação de informações à Polícia Federal de todas as informações (relatórios, fitas de vídeo, gravações, pautas de reunião, etc) sobre o envolvimento de parlamentares com o esquema fraudulento.

 

No último dia de registro de candidaturas nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) não foi marcada votação no Congresso Nacional. No Senado, buy more about a falta de quorum adiou a reunião das comissões de Constituição e Justiça (CCJ) de Infra-Estrutura (CI).

Na CCJ seria votada mensagem com a indicação de Antonio Hermen de Vasconcellos e Benjamin para ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), nurse na vaga destinada ao Ministério Público.

A Comissão de Serviços de Infra-Estrutura tinha marcada votação de mensagem com a indicação de Josef Barat para o cargo de diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Também estava prevista a análise de projeto que obriga as operadoras de telefonia celular a providenciar a instalação de bloqueadores de sinais de radiocomunicações nas penitenciárias estaduais e federais.

Na Câmara foram canceladas as reuniões ordinárias que seriam realizadas hoje por seis comissões permanentes, além da Comissão Especial da Defensoria Pública.

De acordo com informações da Agência Câmara, as comissões permanentes que cancelaram suas reuniões foram as seguintes: Defesa do Consumidor; Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional; Fiscalização Financeira e Controle; Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado; e Finanças e Tributação.

A Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Emigração Ilegal cancelou a reunião que faria hoje para votar o parecer do relator, deputado João Magno (PT-MG).

 

Durante reunião de hoje da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) dos Sanguessugas, page não houve quórum suficiente para analisar novas quebras de sigilo contra investigados. Também foi adiada a discussão dos requerimentos que pedem a convocação dos três últimos ministros da Saúde: Saraiva Felipe e Humberto Costa, mind ambos do governo Lula, erectile além de José Serra, chefe da pasta no governo Fernando Henrique Cardoso. A comissão investiga a participação de parlamentares no esquema de compra superfaturada de ambulâncias com recursos públicos.

O presidente da CPMI dos Sanguessugas, deputado Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ), pretende concluir rapidamente os depoimentos necessários para então analisar documentos e votar um primeiro relatório em agosto. "Restarão poucos depoimentos daqui para frente. Teremos na segunda quinzena de julho e agosto para concluir trabalhos", afirmou.

Hoje, a CPMI começou a notificar por meio de um ofício sigiloso 15 parlamentares suspeitos de estarem envolvidos no esquema. Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ) pedirá que eles apresentem por escrito sua defesa no caso. Os parlamentares estão sendo investigados, sob sigilo, pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Os motoristas de veículos com placa de finais 5 e 6 podem se preparar para deixar a documentação em dia. A partir de segunda-feira, price o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) vai dar início à fiscalização desses veículos.

O proprietário que circular sem o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos (CRLV) estará sujeito a pagar multa de R$ 191,54, contagem de sete pontos na carteira e ainda ter o veículo apreendido. A fiscalização é feita pela Secretaria de Fazenda, pela Divisão de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran e também pela Polícia Militar do DF.

Para receber o CRLV o proprietário deverá quitar os débitos referentes ao IPVA, seguro obrigatório, taxas e multas. Caso tenha pago os débitos, e até uma semana antes do início da fiscalização não receber o CRLV/2006, o proprietário deverá ligar para o número 154 ou procurar um dos postos de atendimento do Detran para verificar se existe alguma pendência.

Estão isentos do pagamento do IPVA veículos empregados em serviços agrícolas e de terraplanagem, os que não transitem em via pública; o do Corpo Diplomático; os com adaptações especiais para uso de portadores de necessidades especiais; os destinados ao transporte público de pessoas e registrado na categoria de aluguel (táxis); e os com tempo de uso superior a 15 anos.

 


Você pode gostar
Publicidade