fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Festival sobre mulher negra e latina terá cinco dias de debates, oficinas e shows em São Paulo

No próximo mês, julho, entre os dias 23 e 27, São Paulo vai sediar pela primeira vez uma edição do Festival Latinidades. O tema será “Reintegração de Posse”, sob a inspiração de Lélia Gonzalez e Erica Malunguinho. O evento vai contar com cinco dias de debates, oficinas, shows, desfiles e lançamentos literários no Centro Cultural de SP, no Paraíso.

Avatar

Publicado

em

A 12ª edição terã lançamentos literários no Centro Cultural de SP, no Paraíso
PUBLICIDADE

 

No próximo mês, julho, entre os dias 23 e 27, São Paulo vai sediar pela primeira vez uma edição do Festival Latinidades. O tema será “Reintegração de Posse”, sob a inspiração de Lélia Gonzalez e Erica Malunguinho. O evento vai contar com cinco dias de debates, oficinas, shows, desfiles e lançamentos literários no Centro Cultural de SP, no Paraíso.

 

A 12ª edição do festival vai contar com a performance “Corpo Fechado para Balanço”, com a artista Léya Ramos e direção de Paulo Lima, e a oficina de dança com a artista e pesquisadora Kety Kim Farafina, que vai compartilhar um ano de suas vivências no oeste da África. Outra convidada é Bange Yhodhy, design e ilustradora de Guiné Bissau, radicada há doze anos em Cabo Verde, que vai vai ensinar suas técnicas e significados em uma oficina especial.

 

A cantora moçambicana ZAV também participa do Latinidades 2019 e faz seu primeiro show em São Paulo. A rainha se apresenta no dia 27 de julho e promete não deixar ninguém parado, com muita marrabenta, pandza, ghetto zouk e quizomba.

 

A camaronesa Diane Ghogomu é outra convidada. Ela preparou uma vivência de Kundalini Yoga e meditações tântricas para as afrolatinas, inspirada também nas suas andanças pela diáspora. Uma exploração sensorial através do movimento, meditação, fala coletiva e toque empoderado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade