Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Esbanjando saúde, idoso ganha festa de 95 anos em academia de ginástica do DF

Publicado

em

PUBLICIDADE

Jéssica Antunes
jessica.antunes@grupojbr.com

A desenvoltura de Antônio dos Anjos chama a atenção entre as máquinas de musculação de uma academia na Asa Norte. Aos 95 anos, o militar reformado do Exército e ex-atleta do Vasco da Gama consegue manter a autonomia graças a uma vida de deixar muitos jovens no chinelo. Com boné na cabeça, sorriso no rosto e vontade de tomar o mundo, o quase centenário ganhou uma festa surpresa de aniversário dos admiradores amigos e parentes.

A história de Tonico, como é chamado, começou em 1923, quando nasceu no Espírito Santo. Na juventude, formou-se em Educação Física e entrou para o Exército – ali ficou até a aposentadoria. Morou no Rio de Janeiro, onde, como atleta, conquistou o recorde sul americano de lançamento de dardo. Em Brasília, Antônio desembarcou na década de 1970 e firmou raízes.

Irmão de 12, ele teve quatro filhos, sete netos e, há pouco mais de um ano, nasceu uma bisneta. Para encontrá-lo pela manhã, basta ir à academia FitPark, na 214 Norte. No local, ele se empenha nos exercícios diários e depois faz questão de se sentar no balcão para bater papo, tomar um café e resolver palavras cruzadas. Para casa, mesmo, ele só volta no horário do almoço. “É uma família”, classifica. São nove anos de matrícula.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Antônio dos Anjos, o Tonico, ganha festa surpresa de 95 anos em academia. Foto: Raianne Cordeiro/ Jornal de Brasilia

O personal trainer Andrétt Costa, 34, acompanha de perto os movimentos do aluno mais experiente da academia. Ao JBr., ele conta que problemas de mobilidade foram superados. “Hoje ele faz movimentos que achava que não tinha capacidade. Agora está até voltando a remar, o esporte que fazia quando adolescente”, diz.

Uma das filhas, Mônica de Carvalho fala do pai com admiração. A psicopedagoga de 57 anos diz que ele não toma remédios e tem uma alimentação saudável e completa autonomia da vida. Viúvo há mais de duas décadas, mora sozinho e, se deixar, faz todas as tarefas de casa. “Ele é todo tecnológico. Usa Facebook e WhatsApp. É um exemplo para a família inteira. A bisneta começou natação”, revela.

Antônio dos Anjos, o Tonico, ganha festa surpresa de 95 anos em academia. Foto: Raianne Cordeiro/ Jornal de Brasilia

Surpresa
Na manhã desta segunda-feira (19), Tonico estava na academia, como de praxe.  Com a Carteira de Identidade em mãos, ele provava aos colegas a idade que dizia ter. “Com esse corpinho de 70?”, tratou de questionar um companheiro de treino. Enquanto usava os equipamentos da academia, os cúmplices da surpresa se movimentavam para preparar tudo. Com direito a bolo, docinho e refrigerante.

Quando finalmente foi liberado pelo orientador, Antônio se deparou com uma multidão de sorrisos e aplausos. Ele só reparou a mesa montada ao fundo muito depois. Entre alimentos, uma placa dizia “Rumo aos 100”. Emocionado e espirituoso, ele discursou arrancando suspiros e risadas. “Nunca carreguei tristeza comigo. Cresci assim, fácil de comunicar. É felicidade pura comemorar com essa família”, disse.

Antônio dos Anjos, o Tonico, ganha festa surpresa de 95 anos em academia. Foto: Raianne Cordeiro/ Jornal de Brasilia

Futuro
Segundo a Companhia de Planejamento (Codeplan), pouco mais de 1,3 mil homens têm mais de 90 anos no DF. Os planos de Antônio, porém, envolvem muito mais que isso. Ele pretende chegar à idade do irmão, que fez 100 anos em 2018. Ou, quem sabe, ultrapassar um tio que morreu aos 115. “Eu não sei qual é o segredo da longevidade, mas antigamente não se comia com tanto veneno como hoje. Não era de luxo, mas era saudável”, compara.

Antônio dos Anjos, o Tonico, ganha festa surpresa de 95 anos em academia. Foto: Raianne Cordeiro/ Jornal de Brasilia


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade