Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Encerram-se hoje as inscrições em 500 vagas para segurança comunitário em MG

Publicado

em

A nova regulamentação aérea européia pode proibir em definitivo o embarque de líquidos, pill what is ed cremes e géis na bagagem de mão, order devido ao ataque frustrado pela polícia britânica no mês passado, page disseram fontes próximas à negociação das novas normas.

De acordo com essas informações, as novas regras podem limitar bastante o tamanho da bagagem de mão e vetar o embarque de itens como pasta de dente e hidratantes em toda a União Européia (UE).

Especialistas em segurança dos 25 países-membros da UE se reuniram em Bruxelas esta semana para discutir as mudanças, e há outra reunião marcada para os dias 6 e 7 de setembro.

"Os países-membros estão pensando em proibir todos os líquidos a bordo para todos os vôos", afirmou uma fonte que pediu para não ser identificada.

"Eles estão considerando seriamente restringir o tamanho da bagagem de mão para dimensões menores que as da Iata (Associação Internacional de Transporte Aéreo)", disse a fonte.

Para a fonte, isso pode até dificultar a fiscalização, já que as pessoas colocariam muita coisa dentro de bolsas pequenas. "Vai criar um caos em termos de tempo de espera". Outra fonte disse que estão sendo estudadas exceções, como para produtos comprados nos free shops de aeroportos, que poderiam ser vendidos em embalagens lacradas. A Comissão Européia não quis comentar o assunto.

A fiscalização nos aeroportos europeus, tirando a Grã-Bretanha, está praticamente inalterada em relação a antes de 10 de agosto, quando a polícia britânica anunciou ter desbaratado um plano para explodir aviões em pleno vôo com explosivos líquidos.

Os passageiros do continente europeu não precisaram tirar os sapatos e os cintos (prática comum nos Estados Unidos) nem tiveram de entregar garrafas de água e outros líquidos.

"Não mudamos nada, exceto para os vôos com destino aos EUA", disse Robert Dusek, do aeroporto Flughafen Wien, em Viena.

Os aeroportos de Frankfurt, Atenas e Madri também não fizeram modificações em seus procedimentos de segurança.

A indústria do transporte aéreo, que quer evitar os atrasos e a redução no tráfego de passageiros que se seguiram aos ataques de 11 de setembro de 2001, espera que qualquer mudança nos procedimentos seja proporcional aos riscos reais.

"Qualquer medida que seja tomada tem de ser realista, com alvo certo, e acima de tudo gerenciável e sustentável", disse Stephen Hogan, porta-voz da ACI Europe, um grupo que representa aeroportos e tem sede em Bruxelas.

A UE já está tentando tornar as viagens aéreas mais seguras, coletando mais dados sobre os passageiros, utilizando passaportes biométricos e empregando tecnologia avançada para detectar melhor artigos perigosos nos postos de fiscalização.

A polícia indiciou por homicídio culposo (sem intenção) os chefes de escotismo Gustavo Michelotti Fleck, price advogado, buy 28 anos;  Janaína Rico Torres Berto, estudante, 26 anos; e Cristina Moreira Schiel, advogada, 30 anos. Os três foram considerados negligentes no episódio que resultou no afogamento e na morte do escoteiro Guilherme Pires Ferreira, 16 anos, no Parque Águas Claras, há 20 dias.

De acordo com a 21ª DP (Taguatinga Sul), os três podem pegar de um a três anos de prisão. No dia do afogamento, Gustavo elaborou as atividades praticadas pelos escoteiros sem bóias, coletes salva-vidas, cordas ou qualquer equipamento de segurança. Chefes de grupamento responsáveis pela Lagoa dos Patos, Cristina e Janaína tinham autoridade para suspender a prova de travessia.

A polícia ouviu 31 pessoas entre chefes de escoteiros, escoteiros, funcionários do Parque de Águas Claras e outras testemunhas, a fim de saber exatamente o que aconteceu. No dia da prova, aproximadamente 20 escoteiros entraram simultaneamente na água para cumprir atividade proposta por Gustavo. As chefes Cristina e Janaína coordenaram a largada.

Após a morte de Guilherme, a Secretaria de Administração de Parques (Comparques) colocou na margem da Lagoa dos Patos uma placa proibindo a natação no local. O órgão alega que já era proibido nadar na lagoa antes do acidente, mas não havia sinalização.

Proibidos de realizar showmícios e usar outdoors nas campanhas, viagra os candidatos à Presidência têm apelado a discursos em pracinhas e caminhadas por ruas estreitas para a trair o eleitorado.

Ao contrário dos apoteóticos e abarrotados comícios de 2002, shop os principais candidatos destas eleições ocupam espaços menores, sem a presença de duplas sertanejas nem pagodeiros, e fazem os presentes se espremer para dar a idéia de um público maior que o verdadeiro, segun do especialistas. Nas caminhadas, apostam no corpo-a-corpo com a população.

"Essa técnica já era usada por vereadores e deputados e nas Diretas Já. Agora é ainda mais por causa da dificuldade de juntar gente sem ter artista no palanque", disse o consultor em marketing político eleitoral Carlos Manhelli.

As novas regras eleitorais aprovadas pelo Congresso ainda neste ano vedam os showmícios nas campanhas como medida para evitar o financiamento ilegal dos últimos anos. Com isso, caiu o público e acabaram os embates como os de 2002 entre os petistas Zezé di Camargo & Luciano e os tucanos Chitãozinho & Xororó.

Segundo os comitês, o candidato-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) atraiu no maior de seus 20 comícios até agora cerca de 50 mil pessoas, em Fortaleza. O tucano Geraldo Alckmin foi ouvido por 30 mil pessoas no Distrito Federal. Em 2002, os eventos contavam com até 150 mil partidários.

"A falta dos showmícios traz um grau de presença menor, mas há um ganho já que a campanha tem mais nitidez programática, gente mais interessada em ouvir as propostas", analisou o secretário de finanças do PT, Paulo Ferreira.

Os partidos não revelam os gastos totais com logística, sendo que os dados mais recentes enviados ao TSE mostram despesas totais com as campanhas de R$ 4,2 milhões pelo PT e R$ 1,9 milhão empenhados pelos tucanos até o começo de agosto.

Segundo Ferreira, cada um dos comícios custa, em média, 70 mil reais. Pela prestação de contas do PT divulgada em 6 de agosto, a campanha gastou R$ 396 mil neste tipo de evento. O presidente Lula evita caminhadas e discursos em praças por questão de segurança, mas o candidato tucano abusa des ses espaços para divulgar sua mensagem.

Um exemplo disso é a passagem de Alckmin por Mogi das Cruzes, interior de São Paulo. Depois de discursar para 400 pessoas que se espremeram em uma praça para vê-lo, o segundo colocado nas pesquisas disse que ali estava uma de suas mais calorosas recepções, com apenas 400 pessoas.

Já o presidente Lula, favorito para vencer no primeiro turno, fez um comício no bairro do Campo Limpo, reduto petista em São Paulo, em uma rua estreita e sem saída que contou com a presença, segundo os organizadores, de 6 mil pessoas. Para uma fonte da campanha de Alckmin, "não existe mais comício de grande porte" porque o grande foco das campanhas com a lei eleitoral passou a ser com eventos menores e de militância terceirizada.

"Hoje a gente ficou dependente da chamada militância paga para a campanha de rua. O problema é que isso encarece a nossa logística, nós temos que contratar uma empresa que vai contratá-los e pagar mais por um efeito limitado", disse o tucano sem especular o quanto custa cada comício ou evento.

Sem as celebridades nos palcos, os comitês acabam voltando grande parte da sua logística à divulgação, disse Nyssio Ferreira Luz, diretor do Instituto Brasileiro de Logística (Ibralog). "O central hoje em dia é a preparação dos locais de comícios, de caminhadas para levar o público. Tem de motivar as pessoas já nos bairros para vir junto nos passeios, usar pré-campanha, convencer os líderes a vir", afirmou.

Se quiserem economizar mais, podem se mirar na candidata do PSOL, Heloísa Helena, terceira colocada nas pesquisas de intenção de voto. Ela faz campanha sem grandes eventos nem doação de empresas, ao contrário de Lula e Alckmin. "Comício, nem pensar. Viagem é com a candidata em vôo de carreira ou nas estradas, de mochila nas costas. Discurso em praça é coisa pequena, para 100 pessoas. E se precisar, vai para cima de um caixote com o microfone na mão", disse Paulo Jer ônimo, assessor da campanha do PSOL.

Para Manhelli, no final das contas, a magnitude dos eventos de campanha não faz mais tanta diferença. "Ali o importante não é o tamanho, mas a impressão que dá, de que muita gente gosta do candidato. Na TV você usa a técnica, pega imagem de cima, zoom fechado e vai parecer que tem um monte de gente. É isso que conta mesmo", resumiu o consultor.

 

Foi criada ontem pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), troche ministro Marco Aurélio, viagra uma senha que será inserida no programa utilizado nas urnas eletrônicas. O código servirá como uma assinatura digital que impedirá que o programa seja alterado.

Embora alguns especialistas acreditem que a senha não é totalmente segura, o presidente do TSE alegou que sempre existem especulações sobre falhas no sistema, mas nunca especificam e nem detectam o problema.

Segundo o professor do Instituto de Computação da Unicamp Jorge Stolfi, mesmo com a senha ainda existe o risco de alteração do programa. Ele afirma que o maior perigo é a possibilidade de uma pessoa se infiltrar no TSE ou na empresa fabricante. Stolfi alega que uma alteração no sistema seria imperceptível pela complexidade do programa.

O sistema das urnas será finalizado até o dia 8 de setembro, logo depois será enviado a todos os Tribunais Regionais Eleitorais. No dia 11 os dados dos candidatos começam a ser inseridos nas 400 mil urnas que serão utilizadas no pleito de outubro.

A Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais está oferecendo 500 vagas para o cargo de segurança comunitário, thumb que tem como remuneração R$ 1.160, more about 92 e exige Ensino Médio completo.

São 48 para o sexo feminino e 452 para o masculino, diagnosis distribuídas para as seguintes cidades do estado: Ipatinga, Belo Horizonte, Juiz de Fora, Divinópolis, e Uberlândia.

As inscrições devem ser feitas pelo site www.igetec.org.br, somente até hoje. Os candidatos devem desembolsar R$ 30, pela taxa de inscrição. Mais informações pelo telefone (31) 3281-9343.

 

Clique aqui e confira o edital.

 

 

 


Você pode gostar
Publicidade