Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Eleitores voltam a fazer carreata pró-Bolsonaro no DF

Publicado

em

Letícia Cotta
[email protected]

A carreata a favor do candidato a presidência Jair Bolsonaro (PSL) movimentou o Eixo Monumental neste sábado (6). Com início marcado para as nove horas, organizada pelas redes sociais, e com mais de três carros de som, tornou o movimento da região lento por algumas horas.

O designer gráfico Guilherme Santos, de 22 anos, soube da carreata pelo aplicativo WhatsApp. “Vou votar no Bolsonaro porque acredito que de todos os candidatos ele seja o menos pior. O PT está há 13 anos no poder e não fez nada, sempre fala que vai mudar e nunca muda”, expressa.

Questionado quanto às propostas do candidato, disse defender o investimento no ensino básico. “Vou cobrar o investimento na educação básica, que ele disse que vai fazer. Porque a gente vê muito dinheiro indo pro ensino superior e não onde realmente precisa”, explica.

Já o eleitor Lucas Braga, 23, é formado em secretariado e justifica seu voto em Jair Messias Bolsonaro de forma diferente. “Ele é contra a concentração do poder, ele quer medidas novas para um Brasil melhor. Contra o principal concorrente, que é o Haddad, com certeza vou no Bolsonaro”, enfatiza.

Próxima à região do Congresso Nacional, pessoas desceram dos carros e se manifestaram ali mesmo. O trânsito flui na região, pelas demais faixas.

Apesar da manifestação ser a favor de Bolsonaro, também houve menção a diversos cabos eleitorais e apoiadores que disputam ao governo do DF. Entre eles estão Ibaneis (MDB), Eliana Pedrosa (PROS), e o General Paulo Chagas (PRP). As manifestações são acompanhadas pela PMDF e não há registro de incidentes.

O fim da manifestação no Eixo Monumental foi marcado para o meio-dia, mas os organizadores ressaltam que se reunião novamente à tarde, por volta das 14h, rumo ao Congresso.

Além disso, o restante da programação inclui vigílias pelo Brasil, conduzidas por pastores e, após os votos (no domingo), os manifestantes prometem se reunir frente ao Congresso Nacional, para fazer um churrasco e soltarem fogos de artifício.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) não divulgará a quantidade estimada de manifestantes.

Confira a galeria, feita pelo Jornal de Brasília, sobre o evento:

Confira vídeo:


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

Publicidade