Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Educação libera mais R$ 5 milhões do PDAF 2019

Publicado

em

A Secretaria de Educação do DF (SEE-DF) liberou, nesta semana, mais R$ 5 milhões para escolas da rede pública do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF). O pagamento, referente à primeira parcela de 2019, está ocorrendo de forma gradativa. Até agora, 177 escolas já foram beneficiadas, atingindo o valor geral de R$ 14.329.798 pagos de um total de R$ 48.485.410. A prioridade é para as escolas que não haviam recebido a segunda parcela de 2018.

O pagamento põe fim à angústia dos gestores, que sofriam há mais de um ano, sem saber o dia de amanhã”, afirma o secretário de Educação, Rafael Parente, destacando que o programa é vital à gestão das escolas e regionais de ensino. Algumas regionais já vinham socorrendo as escolas, redirecionando recursos originalmente com outras destinações para suprir o abastecimento de gás, além das demais despesas custeadas por meio do PDAF: aquisição de material de expediente, material pedagógico, utensílios e produtos de limpeza para cozinha, além de pequenos reparos.

O Centro de Ensino Médio 02 de Ceilândia recebeu a primeira parcela do PDAF de 2019 e já começou a benfeitorias no local. Além da instalação de bancadas no laboratório de informática, um novo layout está sendo feito na biblioteca. Com 1.980 alunos, a escola teve R$ 108 mil liberados no programa referentes a essa primeira parte.

“A escola tem a liberdade de usar o dinheiro de acordo com as necessidades”, afirma o diretor da instituição, Wilson Venâncio. “O PDAF nos ajudou na instalação de um auditório, investimos em aparelhos de som, data show e TVs para escola. Esse dinheiro reflete em melhorias pedagógicas e estruturais. O resultado dos nossos estudantes mostra que estamos no caminho certo. Temos muitas aprovações nas universidades, inclusive em cursos muito concorridos, como medicina”.

É de R$ 48.485.410 o valor total da primeira parcela do PDAF de 2019 destinado às escolas da rede pública. As unidades que ainda não receberam a verba terão os recursos liberados após avaliação da documentação necessária por meio de processos individualizados abertos no Sistema Eletrônico de Informação (SEI).

A SEE-DF está buscando uma solução para viabilizar o pagamento da segunda de 2018, quando a maioria das escolas não teve tempo hábil para emissão da nota de empenho. “O PDAF é de extrema importância para o funcionamento das unidades escolares e um cronograma se faz necessário para que o planejamento seja cumprido”, explica o coordenador da Regional de Ensino do Plano Piloto e Cruzeiro, Álvaro Souza. “Esse pagamento chega em boa hora às nossas escolas, visto que muitas já não possuem dinheiro nem para comprar itens importantes. ”


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge
Publicidade