Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Doping de Rebeca Gusmão no Pan é confirmado

A Odepa (Organização Deportiva Pan-americana) confirmou, nesta segunda-feira, o doping da nadadora Rebeca Gusmão durante a disputa dos Jogos Pan-americanos do Rio de Janeiro, em julho. A entidade que controla o esporte na América confirmou o resultado positivo de testosterona no exame da brasileira.

Com a constatação, Rebeca Gusmão perde as medalhas que conquistou nas piscinas do Parque Aquático Maria Lenk: ouro nos 50m e 100m livres, a de prata no revezamento 4x100m livre e a de bronze no revezamento 4x100m medley.

A contraprova do exame antidoping, que apontou positivo para testosterona da nadadora, será aberta nesta terça no Institude Armand Frappier, no Canadá, mesmo laboratório responsável pela primeira amostra. Rebeca já está suspensa preventivamente desde o último dia 2 de novembro.

Outros três casos de doping foram confirmados pela Odepa. Um deles envolve outro brasileiro. Trata-se de Fabrício Mafra, do levantamento de peso. Assim como Rebeca, o pesista perdeu a medalha conquistada no Pan: o bronze na categoria até 105kg.

O ciclista Libardo Niño, da Colômbia, que ganhou a medalha de prata, e o jogador de beisebol Pedro Wilder Rayo, da Nicarágua, também foram flagrados no exame antidoping dos Jogos Pan-americanos.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA