fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

DER dará curso a novos motociclistas

De janeiro a outubro deste ano foram habilitados 9.800 novos condutores de moto no Distrito Federal

Catarina Lima

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (DER-DF) promoverá ainda este ano um curso de educação para condutores de motocicletas. O aprendizado será ministrado pela diretoria de Educação de Trânsito do órgão.

De acordo com superintendente de Trânsito do DER-DF, Elcy Ozório dos Santos, com aumento da oferta de emprego para serviços de entrega em domicílio aumentou também a quantidade de pessoas que tiraram carteira de condutor do tipo A (para dirigir moto), mas muitos dos novos condutores precisam de treinamento adequado. De acordo com o Departamento de Trânsito (Detran) de janeiro a outubro deste ano foram habilitados 9.800 condutores de moto. A frota deste tipo de veículo hoje no DF é de 219.530, 11% da frota total da cidade que é de 1.774.433 veículos.

Outra preocupação do superintendente de Trânsito do DER-DF é manter a educação e a fiscalização nas vias do DF para evitar o aumento dos acidentes. Este ano, em relação ao mesmo período de 2019, houve uma redução de 63 no número de acidentes fatais, fato que vem se verificando desde 2017.

No entanto as estatísticas de acidentes nos últimos feriados preocuparam as autoridades do setor. Elcy Ozório atribuiu o grande número de acidentes nas rodovias do DF no feriado do Dia de Finados ao fato de as pessoas terem ficado muito tempo em isolamento e exagerado na velocidade e no uso de bebidas alcoólicas quando saíram para o feriado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Penso que depois de muito tempo de confinamento as pessoas abusaram do álcool”, avaliou.

Elcy Ozório disse que é preciso dar prosseguimento ao Plano de Redução de Mortes, implantado em 2018, que prevê um decréscimo de 50% no total de óbitos por acidentes de trânsito. “Aqui no DF a educação e a conscientização dos motoristas aliados à fiscalização tem sido significativos. Ele destacou a necessidade de mudar a cultura de motoristas e ciclistas para reduzir acidentes com bicicletas. Até outubro de 2020 foram registrados 14 acidentes fatais envolvendo este tipo de veículo.

“Assim como o condutor de veículos precisa respeitar o ciclista, este precisa respeitar o trânsito. Se tem ciclovia ele não deve arriscar-se em vias com grande fluxo de veículos” frisou.

O superintendente de Trânsito do DER-DF defende que a educação de trânsito comece ainda na infância, para que o indivíduo desenvolva uma cultura de respeito às regras. Como exemplo da eficiência da educação ele citou a faixa de pedestres criada no Distrito Federal. “Houve um trabalho de educação para que se aprendesse a respeitar a faixa de pedestres e deu certo”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade