fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Covid-19: DF tem recorde de 3.368 pacientes recuperados em 24 horas

Nas últimas 24 horas foram registrados 1.605 novos casos. As cidades com mais casos são Ceilândia, Plano Piloto e Taguatinga, com 6.827, 3.665 e 3.643 casos

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira (2), segundo dados divulgados pelo Governo do Distrito Federal (GDF) por meio do Painel Covid-19, o Distrito Federal (DF) chegou a 52.281 casos confirmados do novo coronavírus, incluindo óbitos e pacientes recuperados.

O Painel aponta, também, aumento de 3.368 pacientes recuperados, maior número desde o início da pandemia. Já são, portanto 38.901 pessoas livres do vírus. Esse número é o equivalente a 74,4% do total de casos. 

Nas últimas 24 horas foram registrados 1.605 novos casos. As cidades com mais casos são Ceilândia, Plano Piloto e Taguatinga, com 6.827, 3.665 e 3.643 casos, respectivamente. 

O número de vítimas fatais também aumentou. Desde o boletim divulgado na noite de ontem (1º) foram registradas 11 novas mortes, totalizando 631. Desses óbitos, 577 eram de vítimas moradoras do DF e 54 de moradoras de outras unidades da Federação que faziam tratamento nas unidades de saúde da capital. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nenhum dos óbitos, entretanto, ocorreu nesta quinta-feira (2). O registro do boletim de hoje são de vítimas que faleceram nas seguintes datas: 

  • 1 óbito em 20/6
  • 1 óbito em 21/6
  • 1 óbito em 22/6
  • 1 óbito em 28/6
  • 1 óbito em 29/6
  • 1 óbito em 30/6
  • 5 óbitos em 1º/7

As vítimas eram moradoras de Águas Claras, Ceilândia, Cruzeiro, Gama, Paranoá, Planaltina, Plano Piloto e Samambaia. 

Novos leitos

Foto: Davydisson Damasceno/IGESDF

Em medida de auxílio ao combate ao novo coronavírus, o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF) começou a montar mais 50 leitos em três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Das vagas, 20 serão abertas em Ceilândia, 20 em Sobradinho e 10 em São Sebastião. O investimento é de R$ 35,6 milhões. O anúncio foi feito pelo diretor-presidente do Iges-DF, Sergio Costa, nesta quinta-feira (2).

Todos os leitos contarão com suporte completo, incluindo ventiladores pulmonares, equipamentos de hemodiálise, pontos de gases medicinais, monitores multipârametros, bombas de infusão, cardioversores, entre outros aparelhos que estão chegando e sendo instalados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade