fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Conecta Cultura: recursos vão socorrer artistas do DF

A portaria foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (6) e serão investidos mais de R$ 2 milhões em até 107 projetos

Aline Rocha

Publicado

em

PUBLICIDADE

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec), para fomentar as atividades culturais no Distrito Federal (DF) no período de isolamento social por causa da pandemia de coronavírus, lança o edital do Fundo de Apoio à Cultura (FAC), voltado a apresentações on-line. 

A portaria foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (6) e serão investidos mais de R$ 2 milhões em até 107 projetos. A iniciativa faz parte do programa Conecta Cultura, uma série de ações da Secec focadas para auxiliar o setor durante o período de quarentena. 

“O edital é um socorro à classe artística, que está inviabilizada de realizar apresentações, e também um alento aos que estão em casa, já que a arte é um remédio para a alma”, pontua o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues. Incentivar as produções em novos formatos e promover a descentralização de recursos são os principais objetivos do programa, lembra ele.

O edital FAC Apresentações On-line foi dividido em quatro linhas de apoio principais que abrangem atividades artísticas em 14 áreas distintas. Serão oferecidas até 58 vagas para ações de qualificação básica e formação, 37 para montagem de espetáculos, dez para festivais on-line e duas para websérie ou webcanal. Artistas e agentes culturais poderão se inscrever de quarta-feira (8) ao dia 22.

Em números:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
  • 58 vagas para ações de qualificação básica e formação
  • 37 vagas para montagem de espetáculo
  • 10 vagas para festivais on-line
  • 2 vagas para websérie ou webcanal

Todo o processo será feito de maneira eletrônica, observando a quarentena e o isolamento social. Para isso, foram ampliados os canais de atendimento a distância da Secec, com telefone e endereço de e-mail exclusivos. As propostas devem observar a necessidade de apresentar ações de acessibilidade, como ajuda técnica ou tecnologia assistiva – como interpretação em libras, audiodescrição ou legendas.

O secretário destaca que o edital traduz uma preocupação de todo o GDF com a situação dos produtores culturais, tendo sido elaborado em conformidade com os critérios estabelecidos pela Lei Orgânica de Cultura (LOC). “Observamos rigorosamente todos os passos, incluindo a deliberação do Conselho de Cultura do Distrito Federal”, informa.

A fim de garantir a descentralização dos recursos, bem como ampliar o alcance do FAC Apresentações On-Line, a Secec abriu prazo até o dia 16 deste mês para renovação ou inscrição de proponentes no Cadastro de Entes e Agentes Culturais (Ceac), documento essencial para concorrer ao edital. “Estamos buscando facilitar ao máximo a participação dos artistas, para atender o maior número possível de pessoas”, explica Bartolomeu.

Conecta Cultura

Bartolomeu Rodrigues ressalta que o desenvolvimento de políticas públicas específicas para enfrentar este período tem sido a prioridade da pasta nas últimas semanas. Um dos desafios, situa o secretário, é aliar a celeridade na execução dos projetos aos regramentos legais. “Por isso criamos uma verdadeira força-tarefa, unindo esforços para tirar do papel todas as ideias que elaboramos”, afirma.

O Conecta Cultura, aponta o secretário, é um projeto ambicioso que trará muitas oportunidades para o setor cultural. “Temos buscado maneiras de auxiliar o segmento cultural com o fomento, mas também trabalhamos junto aos nossos equipamentos culturais para trazer conteúdo de qualidade para a comunidade”, diz.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Com informações da Agência Brasília


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade