fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

CLDF pede que Justiça revogue suspensão da reabertura do comércio

De acordo com a Mesa Diretora da CLDF a competência de disciplinar a abertura, promover protocolos e cronogramas de retorno das atividades é exclusiva do Poder Executivo

João Carlos Magalhães Teles

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta quinta-feira (9), a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), protocolizou no Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT)  pedido para revogar a decisão da Segunda Vara da Fazenda Pública que suspendeu a reabertura do comércio e a volta às aulas no Distrito Federal. 

O pedido da Procuradoria da Casa para que a Câmara entre como amicus curiae nos autos foi encaminhado ao juiz que proferiu a decisão, ao desembargador responsável para analisar o recurso elaborado pelo GDF, bem como ao presidente do Tribun

De acordo com a Mesa Diretora da CLDF a competência de disciplinar a abertura, promover protocolos e cronogramas de retorno das atividades é exclusiva do Poder Executivo. A CLDF explica que sustenta seu argumento na Lei Orgânica do DF e na Constituição Federal. 

Segundo a Câmara Legislativa, a decisão da Segunda Vara da Fazenda Pública violaria o princípio da separação e funcionamento harmônico dos Poderes, ja que é o Poder Executivo que dispõe da legitimidade e dos meios necessários à obtenção das informações, estudos e dados para tomar, a tempo e modo, a melhor decisão na busca do interesse público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os membros da Mesa Diretora ainda disseram esperar que “a revogação da decisão seja efetivada nas próximas horas”.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade