fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ceilândia recebe evento em homenagem ao Dia da Consciência Negra

O festival, que acontecerá das 09h00 às 23h00, contará com a presença de vários artistas brasilienses que representam a cultura Afro-Brasileira na Capital

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Mayra Dias
[email protected]

Nesta sexta-feira (20),  Dia da Consciência Negra, o Espaço Cultural Filhos do Quilombo, localizado em Ceilândia, irá receber o evento “Dia da Consciência Negra”. O festival, que acontecerá das 09h00 às 23h00, contará com a presença de vários artistas brasilienses que representam a cultura Afro-Brasileira na Capital. 

Foto: divulgação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Palozzo, como é conhecido o jovem Junin Lima, de 28 anos, é uma das atrações principais do evento. “A sensação de fazer parte disso é de gratidão. O maior significado para mim é estar sendo bem recebido e ver que o pessoal gosta do meu trabalho”, conta o autor dos sucessos “Peixe Azul” e “Grave bate pesado”. 

Além da música, o evento, que tem como finalidade levar a riqueza da cultura negra para a comunidade, contará também com atividades de capoeira, grafite e teatro. “É o encontro de vários movimentos culturais, da cena do reggae, do rap, do hip hop, do teatro, e de toda a galera que desenvolve trabalho social e que é resistência”, explica Thiago Dutra, ou Mestre Lagartixa, organizador da festa juntamente com Laércio Arubato  e apoio de ElaFav 1v2M.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Para todas as idades

Os shows e as atividades realizadas no evento serão oferecidas de forma gratuita para toda a comunidade e estarão abertos para receber público de todas as idades. “A produção pediu para eu estar no evento como uma das atrações principais por causa das crianças. Tem muita criança que gosta do meu trabalho, e vão ter muitas delas no local. Minhas músicas são divertidas, animadas. Meu maior público, hoje, é o público mirim”, conta com satisfação o cantor Palozzo, que está no hip hop há 15 anos. 

Foto: Divulgação

O ponto de Cultura Filhos do Quilombo é uma ocupação cultural de Resistência da periferia, e, como explica Thiago, recebe a festa há 7 anos. “Hoje, como sempre celebramos essa Data (20 de novembro) com espetáculos, apresentações culturais e artísticas. Sempre fazemos aqui a confraternização pois  as oficinas que oferecemos são de matriz Afro-Brasileira, como a capoeira, a percussão, o teatro, o grafite, danças de rua e brincadeiras populares”, finaliza o organizador. 

Confira as informações do evento:




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade