Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Casos de incêndios em 2019 no DF já ultrapassam número do ano passado

Só em setembro deste ano, foram atendidas 1.033 ocorrências de incêndio em vegetação, com 2.043 hectares de área queimada

Publicado

em

Foto: Divulgação/CBMDF

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

Os registros de incêndios em vegetação no Distrito Federal em 2019 já ultrapassam os números do ano passado. Nesta quarta-feira (11), quando a capital federal chega aos 100 dias de estiagem, foram contabilizadas 6.904 ocorrências, ante 6.483 em 2018.

Os incêndios de janeiro até o dia 10 de setembro acarretaram em 8.711 hectares de área queimada no DF. Em 2018, foram 7.642 hectares queimados. Só neste mês, foram atendidas 1.033 ocorrências de incêndio em vegetação, com 2.043 hectares de área queimada.

Capital fica ainda mais suscetível a incêndios no período de seca. Foto: Divulgação/CBMDF

O levantamento é do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF). A corporação afirma que tem colocado em prática a Operação Verde Vivo, um plano de operação para combate aos incêndios em vegetação. A ação está em fase avançada e, diariamente, tem disponibilizado 39 viaturas no período da tarde, além de um helicóptero, dois aviões e 245 militares exclusivamente para as queimadas.

Estiagem

O período de estiagem e a baixa umidade relativa do ar são altamente propícios para as queimadas. Na última quinta-feira (5), o Instituto Nacional de Meterorologia (Inmet) emitiu um aviso vermelho pela baixa umidade em toda a região do Distrito Federal.

A medida foi tomada porque, um dia antes, na terça (4), a umidade relativa do ar chegou a 8%. O recorde era de 9%, atingido em 2017, no auge da crise hídrica pela qual passava o Distrito Federal. A capital só deve ver chuva na segunda quinzena de setembro e, se acontecer, serão pancadas isoladas.


Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *