fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Câmara aprova em 2º turno texto-base da PEC do Orçamento de Guerra

O plenário tinha aprovado por 505 contra 2 votos a proposta, em primeiro turno

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Deputados votaram nesta sexta-feira, 3, o texto-base, em segundo turno, da proposta de emenda à Constituição (PEC) do Orçamento de Guerra. Foram 423 votos a favor e um contra.

Mais cedo, o plenário tinha aprovado por 505 contra 2 votos a proposta, em primeiro turno. Nenhum destaque foi aprovado e os parlamentares seguiram a votação para segunda fase, aprovando uma quebra de interstício.

Agora, a Casa avalia um destaque do PSOL e na sequência um do partido Novo. Ambos tratam sobre a possibilidade do BC comprar títulos de bancos. A tendência é ambos serem rejeitados.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), quer votar ainda hoje a urgência do projeto de lei chamado de Plano Mansueto, de socorro aos Estados.

 

Destaque é rejeitado e 1º turno

O plenário da Câmara rejeitou há pouco um destaque do PSOL que pedia retirada de qualquer mudança referente ao Banco Central da Proposta de Emenda à Constituição apelidada de “Orçamento de Guerra”. Foram 388 votos contra o destaque a 71 a favor. Esse era o único destaque e, com isso, a votação em primeiro turno foi concluída.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Deputados aprovaram a chamada quebra de interstício, que permite realizar o 2º turno de votações de uma PEC sem que se cumpra o prazo regimental de cinco sessões, e a segunda fase da votação já teve início.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade