Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Morador do DF percorrerá mais de 18 mil km de moto até o Alasca

Uma aventura sobre rodas. Isso é o que o morador do Distrito Federal, Manu Militão, planeja para o primeiro semestre deste ano. O artista plástico irá de moto até o Alasca, no dia 20 de maio. A iniciativa integra seu novo projeto “Border” (fronteira), em que pretende transmitir uma diferente visão sobre as pessoas que moram nas extremidades e vivem de maneira humilde.

A escolha do destino  levou em consideração o clima na América. Para o Alasca são aproximadamente 18. 380 km e serão realizados em cerca de três meses. A ideia de Militão é mostrar as “várias vidas” de quem mora nas margens, que vivem em lugares onde as pessoas nem mesmo já passaram. A inspiração veio da obra “Grande Sertão: Veredas”.

O artista plástico pretende levar suas telas na moto. Para isso, produz uma estrutura própria no veículo para poder pintar em paradas estratégicas. O objetivo é produzir 15 telas até o final da viagem, com desenhos de pessoas de várias etnias e profissões. “É uma ideia de sair do seu lugar comum, sair da zona de conforto”, explica Manu Militão.

Um dos desafios relatados pelo artista é justamente aproveitar um ambiente propício para pintar suas telas, com uma luz adequada e ambiente limpo. Ele vai em busca de trazer o que é diferente. “A experiência pode ser traduzida em cada pincelada, que pode ser mais calma ou rápida. Isso vai depender de como eu estiver e onde eu estiver”.

As telas que contarão a história da viagem serão expostas em Brasília, no Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e em Belém. (Da Redação, com Agência UniCeub. Yasmim Araújo e Luiz Cláudio Ferreira)

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA