Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Biblioteca de Taguatinga recebe 2,5 mil pessoas por mês e busca informatização

Outro atrativo para os visitantes são as oficinas quinzenais de artesanato gratuitas oferecidas pelo espaço, com material incluso

Por Ana Luísa França
Jornal de Brasília/Agência UniCeub

A Biblioteca Pública de Taguatinga “Machado de Assis” conta com um acervo de 35 mil livros. Atualmente, porém, depende mais de doações de obras do que recebe da Secretaria de Educação. Reinaugurada em 2008, o local recebe, em média, 2.500 visitantes por mês, entre estudantes para vestibulares e concursos, adolescentes em medida socioeducativa e um público que busca na leitura uma distração.

Outro atrativo para os visitantes são as oficinas quinzenais de artesanato gratuitas oferecidas pelo espaço, com material incluso. A biblioteca não é informatizada, mas a professora e auxiliar na coordenação do local, Cheila de Sousa Luiz, 46 anos, explicou que há um projeto para iniciarem o processo, através de um software livre e que não tenha custos, pois a falta de recursos limita a proposta.

Cheila de Sousa diz que é preciso informatizar a biblioteca de Taguatinga

A professora relatou que não há verba específica para a compra de acervo. “Uma vez ou outra vem livros novos pela Secretaria de Cultura, mas no cotidiano é por meio de doação”. Uma das alternativas encontradas foi a doação no momento em que é feito o cadastro, dado que, o leitor deve doar um livro, uma apostila ou DVD para finalizar o registro.

Leias mais sobre a Biblioteca de Taguatinga

A biblioteca, que costuma estar mais cheia no período da tarde, funciona por um convênio entre a Administração Regional de Taguatinga, responsável pela manutenção do prédio, funcionários da limpeza e vigilância, a Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF) que disponibiliza funcionários e a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec) que entra com o suporte técnico.

Os problemas enfrentados pelo local vão desde a manutenção do espaço físico até a falta de segurança em torno do ambiente. Cheila listou alguns dos obstáculos atuais. “Atualmente os bebedouros estão quebrados, mas já iniciaram a troca da rede hidráulica, a rede elétrica antiga impede que as lâmpadas se mantenham por muito tempo e a falta de segurança em torno da biblioteca, torna o ambiente externo um ponto para o uso e tráfico de drogas, o que de certo modo, afeta o local.”

A voz dos leitores

O vendedor ambulante José Lauristo, 31 anos, frequenta a Biblioteca de Taguatinga Machado de Assis toda semana. O vendedor visita o local para ler e descansar. “Costumo vir para ler a palavra de Deus. Gosto do ambiente, pois atende as minhas necessidades, não tenho o que reclamar”. O estudante Fernando Henrique Coelho, 24 anos comparece ao local todos os dias com o objetivo de passar em um concurso. A reclamação que o estudante faz é quanto a manutenção da ordem dos visitantes. “Semana passada entrou um homem fazendo barulho, rasgando papel. Reclamei e disseram que não podiam tirá-lo, pois o local é público. Não é porque é público que deve ser bagunçado.”

A Administração Regional de Taguatinga informou que não há um valor mensal destinado à manutenção do local, que conta com o apoio da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) e da Secretaria de Estado e Infraestrutura de Obras do Distrito Federal (SODF). “Semanalmente e quando necessário, é feita manutenção, reparos e vistorias no local, que conta com limpeza e vigilância permanentemente”.

Entre os projetos que estão sendo realizados no espaço pela Novacap, estão a colocação de ar condicionado e reforma dos banheiros. A assessoria da Administração explicou que há um projeto da construção de uma guarita, em trâmite, para o controle da entrada e saída das pessoas, embora o local já faça este controle.

Serviço

BIBLIOTECA PÚBLICA DE TAGUATINGA – MACHADO DE ASSIS
Endereço: CNB 01 Área Especial
CEP: 72.115-015
Cidade/UF: Taguatinga – DF
Telefones: (61) 3351-3134 / 3563-6198
Fax: 3351-7365
E-mail: [email protected]
Horário de Funcionamento: Segunda a sexta das 8h às 22h / Sábado 9h às 17h

Você pode gostar
Publicidade