fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Apostas: indicação para TCDF movimenta bastidores no DF

Ainda não há data para a vacância de uma das cadeiras do tribunal, mas, nomes já estão sendo cotados para o tão sonhado cargo

Lucas Valença

Publicado

em

PUBLICIDADE

Representantes do Governo do Distrito Federal (GDF) vêm tentando negociar junto a auditores do Tribunal de Contas do DF, a indicação do próximo conselheiro que comporá os quadros da Corte. Ainda não há data para a vacância de uma das cadeiras do tribunal, mas, nos bastidores, nomes já estão sendo cotados para o cargo.

Palacianos que conversaram com o Jornal de Brasília defenderam a troca alegando que os auditores não teriam um quadro “técnico e político” para indicar à função. Assim, tentam negociar para que a próxima vaga seja de livre escolha do governador Ibaneis Rocha (MDB).

Mesmo sem data prevista para a vacância, dois nomes já se articulam nos bastidores para a vaga no tribunal caso a troca aconteça. O primeiro é o do líder do governo na Câmara Legislativa do DF, distrital Cláudio Abrantes (PDT). Este, se mostrou próximo ao Chefe do Executivo, mesmo tendo sido constantemente criticado por distritais e funcionários do Legislativo local pela atuação na liderança do governo.

Vale lembrar que o parlamentar possui a confiança palaciana, já que foi um dos primeiros a apoiar o então candidato Ibaneis Rocha na campanha eleitoral de 2018.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O outro nome que já se movimenta é o do supersecretário de Economia, André Clemente, que já chegou a se postular à vaga em 2010 quando o então governador Rogério Rosso indicou o conselheiro Inácio Magalhães para exercer a função na Corte. Uma servidora palaciana foi direta: “o sonho de Clemente é ser conselheiro do TCDF”.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade