fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Aeroporto conta com nova base para aeronaves do Corpo de Bombeiros

O local fica estrategicamente na área IV da Floresta Nacional de Brasília (FLONA IV), de onde permitirá maior agilidade nas respostas aos incêndios nas regiões Norte e Oeste do DF

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Marcus Pereira
redacao@grupojbr.com

O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) está pronto para combater as fortes queimadas que estão acontecendo nesta época do ano de 2019. As autoridades criaram uma Base de Operações Avançada para apoio às aeronaves de combate a incêndio florestal.

O local consiste em um aeródromo (local para operações com aviões) composto por uma pista de terra batida para pouso e decolagem, com 1.500 m (mil e quinhentos metros) de extensão e 150 m (cento e cinquenta metros) de largura, uma área de manobras para reabastecimento de carga d’água e abrigo para os militares empenhados nas operações.

Foi instalada ainda uma caixa d’água com capacidade para 80.000 (oitenta mil) litros, quantidade suficiente para efetuar recargas sucessivas e evitar a descontinuidade nos combates a incêndios florestais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A base está localizada estrategicamente na área IV da Floresta Nacional de Brasília (FLONA IV), de onde permitirá maior agilidade nas respostas aos incêndios nas regiões Norte e Oeste do DF.

Na tarde desta quinta-feira (22/08), o 2º Esquadrão de Aviação Operacional (2ESAV) realizou um treinamento no local para que futuras operações reais transcorram com um alto nível de segurança e eficiência.

Divulgação: CBMDF

Sediado no Aeroporto Internacional de Brasília (AIB), o 2ESAV é a unidade responsável pela operação dos aviões modelo AIR TRACTOR 802F (AT 802F), utilizados como o principal apoio aéreo para o combate de incêndios florestais de grandes proporções ou em locais de difícil acesso, onde o risco aos militares em terra se torna elevadíssimo.

O Corpo de Bombeiros terá a nova pista exclusiva para ocorrências de incêndios de grandes proporções em pontos como a Chapada Imperial, na própria FLONA, no Parque Nacional da Água Mineral ou em outros pontos próximos, onde sua operação facilite o combate, proporcionando agilidade, redução no tempo resposta, eficiência e menor desgaste de nossos recursos humanos e materiais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novas aeronaves

As aeronaves chegam a transportar 3000 (três mil) litros de água, podendo efetuar o lançamento sobre incêndios, em frações ou de uma única vez, de acordo com critérios técnicos analisados tanto pelo piloto quanto pela equipe em terra.

Divulgação: CBMDF

Além dos dois aviões AT 802F, NIMBUS I e NIMBUS II, a Corporação conta ainda com dois helicópteros: um modelo EC 135 (RESGATE 03) e um AS 350B2-Esquilo (RESGATE 02), sediados no 1º Esquadrão de Aviação Operacional, ambos podendo ser usados no combate ao fogo, seja lançando água ou transportando tropas.

Com informações da CBMDF


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade