Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Adasa oferece formulário de outorga pela internet

Publicado

em

Advertisements

A taxa de desemprego no DF teve uma queda de 5, more about price 8% em maio. O anúncio foi feito pelo secretário do Trabalho, buy view Ivo Borges de Lima, viagra approved hoje pela manhã. “Este índice é muito significativo para o Governo. São 22,7 mil postos de empregos criados para o brasiliense, o que demonstra uma economia forte e estável na cidade”, destacou o secretário.

De acordo com os resultados da Pesquisa de Emprego e Desemprego, feita pela Secretaria do Trabalho e o Dieese, o desemprego passou de 20,7% da População Economicamente Ativa (PEA), em abril, para 19,5%. A taxa é a menor dos últimos oito anos para o mês de maio. Segundo o levantamento, as contratações devem fechar o ano com saldo acima do registrado em 2005.

O total de desempregados foi estimado em 242,1 mil pessoas. E o aumento de 22,7 mil ocupações foi decorrente dos acréscimos nos serviços (13,0 mil), na administração pública (7,0 mil), na construção civil (1,6 mil), na indústria de transformação (1,1 mil) e no comércio (0,2 mil). Em outros setores, houve redução de 0,2 mil postos.

Em relação a maio de 2005, o nível ocupacional cresceu 4,6%, indicando a criação de 44,4 mil postos de trabalho. Foi registrado crescimento na construção civil (45,3%), no setor de serviços (6,2%) e no comércio (0,6%). Houve queda na indústria de transformação (1,1%), na administração pública (1,1%) e no agregado outros setores (5,9%).

Nos últimos 12 meses, o nível de assalariados elevou-se em 3,7%, resultado do crescimento observado no setor privado (5,4%) e no setor público (0,7%). No setor privado verificou-se crescimento do nível ocupacional dos trabalhadores sem carteira de trabalho assinada (9,7%) e dos com carteira (4,4%). No setor público houve incremento entre os não-estatutários (7,9%) e queda (1,4%) entre os estatutários.

A pesquisa do PED relata que se observou aumento no total de empregados domésticos (12,7%) e entre os trabalhadores por conta própria (9,3%). Houve decréscimo (6,5%) no agregado outras posições ocupacionais.

Entre as regiões administrativas, o aumento do emprego favoreceu os trabalhadores de renda mais baixa (13,3 mil novos ocupados) e o de renda intermediária (10,6 mil ocupações). Entre os moradores de renda mais alta, houve redução de 1,1 mil postos de trabalho. Observou-se, ainda, estabilidade para não-negros e aumento para as pessoas sem experiência anterior de trabalho (16,2%), crianças e adolescentes com idade de 10 a 17 anos (5,1%) e os homens (1,2%).

Nas demais regiões metropolitanas pesquisadas, a taxa cresceu em Recife, estabilizou-se em Porto Alegre, Salvador e São Paulo e caiu em Belo Horizonte.

 

A Receita Federal liberou, ed a partir de hoje, pill  na internet, order a consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda 2006, ano-base 2005. Além do site, o contribuinte pode verificar se está entre os incluídos no lote pelo telefone 0300-78-0300.

No segundo lote, foram liberadas 717.806 declarações, das quais 547.539 com direito a restituição, no valor de R$ 599,9 milhões. Outras 51.193 declarações tiveram imposto a pagar, somando R$ 59,3 milhões. Pouco mais de 119 mil pessoas não terão que pagar, nem restituir.

O saque poderá ser feito a partir do dia 17, com correção de 3,56%, referentes a Selic acumulada de maio a junho e 1º de julho.

Quem não informou o número da conta para crédito da restituição poderá procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar gratuitamente para 4004-0001, nas capitais, ou 0800-729-0001, nas demais cidades, e solicitar a transferência dos recursos para qualquer banco em que seja correntista.

Em nota à imprensa, a Receita reitera que somente após a liberação do último lote, em dezembro, os contribuintes que caíram na malha fina receberão as restituições.

Para acessar o site da Receita, clique aqui.

A safra de soja 2005/06 do Brasil deverá alcançar 53, pill 4 milhões de toneladas, case número levemente abaixo da estimativa de junho de 53, shop 8 milhões de toneladas, informou hoje o Ministério da Agricultura.

Já a projeção para a safra de trigo 2006/07 foi fortemente reduzida para 3,4 milhões de toneladas, ante 4,2 milhões de toneladas em junho. Agricultores no Paraná, maior produtor do cereal, têm enfrentado problemas com a falta de chuvas.

O ministério estimou a produção total de milho em 41,28 milhões de toneladas, ante 41,53 milhões em junho, com a safrinha (segunda safra) projetada em 9,62 milhões de toneladas, ante 9,79 milhões no mês anterior.

A produção total de grãos foi estimada em 119,4 milhões de toneladas, ante 120,2 milhões em junho.

 

Para facilitar a regularização do uso dos recursos hídricos do Distrito Federal, ed a Agência Reguladora de Águas e Saneamento do Distrito Federal (Adasa) disponibiliza na página da internet o formulário de outorga de direito de uso, que inclui desde a captação de água para processo industrial ou irrigação e o lançamento de efluentes industriais ou urbanos até a construção de obras hidráulicas, como barragens, canalizações de rios e a execução de poços rasos e profundos.

O superintendente de Fiscalização de Recursos Hídricos da agência, Plínio Cícero Machado, explica que a água é um recurso natural de domínio público e, portanto, para usufruí-la é necessário concessão de uso autorizada pelo Estado, por prazo determinado, nos termos e nas condições expressas no respectivo ato.

No último sábado, a Adasa entregou 216 outorgas, registros e outorgas prévias a moradores do Lago Oeste. A solenidade marcou o final da primeira fase do trabalho de regularização que abrangeu um terço dos poços existentes, num total estimado de 600, dos quais é retirada água principalmente para consumo humano e para irrigação.

“Faremos uma fiscalização intensa. A intenção é regularizar todo o DF”, destacou o superintendente. O usuário que se mantiver irregular poderá ser autuado e penalizado como prevê a lei, o que inclui, por exemplo, suspensão do fornecimento da água.

Desde a criação da agência, em junho de 2004, a Adasa tem a competência de outorgar o direito de uso de recursos hídricos em corpos de água de domínio do Distrito Federal ou delegados pela União ou Estados, bem como declarar a reserva de disponibilidade hídrica nos processos de uso do potencial de energia hidráulica do setor elétrico.

O usuário que não tem acesso à internet deve pegar o formulário na Superintendência de Outorga da Adasa (SCN quadra 4, bloco B, Edifício Varig, 13º andar, sala 1302).

Mais informações no site da Adasa

 


Você pode gostar
Publicidade