fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

Ações de saúde atendem pessoas em situação de rua no Núcleo Bandeirante

Na tenda eram oferecidos exames para detectar doenças crônicas, testes rápidos para HIV e Sífilis, e aferição de pressão arterial e glicemia

Aline Rocha

Publicado

em

Foto: Isabelle Araújo/Secretaria de Saúde
PUBLICIDADE

Da Redação
[email protected]

Nesta quinta-feira (21), pessoas em situação de rua que frequentam o Núcleo Bandeirante foram surpreendidos com uma tenda de atendimento à saúde, montada no Beco do Amor, na Avenida Central. Na tenda eram oferecidos exames para detectar doenças crônicas, como diabetes e hipertensão, além de testes rápidos para HIV e Sífilis, e aferição de pressão arterial e glicemia.

As ações foram realizadas pela Unidade Básica de Saúde (UBS) 1, do Núcleo Bandeirante, e fazem parte da programação do Café da Manhã com a Pop Rua, idealizado pelo Coletivo Voz e Rua (CVR) e pelo Grupo Unidos Somos Mais Fortes (Gusmf). Além do café da manhã, houve cortes de cabelo, bazar com roupas doadas e conversas com especialistas sobre ter mais acessos a direitos.

“O objetivo principal é promover iniciativas de cuidado e cidadania para a população em situação de rua”, resumiu a superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, Moema Campos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Bazar

Uma das beneficiadas foi Edilene dos Santos, 53 anos. Além de verificar a pressão e a glicemia, aproveitou para conferir algumas roupas do bazar e tomar o café da manhã. “Sempre é bom ver como está a saúde, porque não sabemos como será o dia de amanhã. Ações como esta nos dão força”, elogiou.

Para Noêmia Barbosa, 40 anos, que vive na rua há dois anos, a iniciativa é importante para ajudar quem mais precisa. “É muito bom para nós porque tem tudo o que nos falta. Mediram minha pressão e a glicemia. Deu tudo normal, graças a Deus. Espero que venham mais vezes”, sugeriu.

Quem também espera que a iniciativa se repita é Paulo Santos, um dos organizadores do Coletivo Voz e Rua. “Eu também estou em situação de rua e isso é importante para valorizar as pessoas. Elas se sentem mais acolhidas e menos esquecidas. Espero que esta seja a primeira ação de muitas. É uma porta que estamos abrindo para continuar nesta luta”, contou.

Iniciativa

O Beco do Amor já é conhecido no Núcleo Bandeirante pelas ações de cuidado e cidadania com as pessoas em situação de rua. Especialmente por causa da cabeleireira Glícia Ribeiro, que, há 15 anos, recolhe roupas usadas das suas clientes para serem doadas, além de oferecer café da manhã e um lugar na sua loja para as pessoas tomarem banho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nesses 15 anos, Glícia conta que já ajudou 286 pessoas com o auxílio das suas clientes. São mais de 150 peças doadas por semana. “Eu já fui moradora de rua e os considero como família. Esta ação é para mostrar que tem alguém aqui que gosta deles e que não vai desistir de nenhum”, afirmou.

Com informações da Agência Brasília




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade