fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

60 anos de Brasília: documentário contará história de 20 pioneiros

Filme faz parte da comemoração dos 60 anos da capital

Lindauro Gomes

Publicado

em

PUBLICIDADE

Documentário narra vida de pioneiros empreendedores

Larissa Galli
larissa.galli@grupojbr.com

A história da capital da esperança sob o ponto de vista de um grupo de 20 empreendedores pioneiros, que contribuíram para a construção de Brasília e atuam até hoje na consolidação da capital federal: é sobre isso que fala o documentário Brasília 60 anos, que estreia no dia 18 de abril de 2020, em sessão especial no Cine Brasília, em homenagem ao aniversário da capital.

Simon Pitel, Elson Cascão, César Barney, Eustáquio Rezende, Roberto Curi, Alberto Fernandes, Paulo Octávio, Roosevelt Beltrão, Sebastião Gomes da Silva – o “Tião Padeiro” –, Geraldo Vasconcelos, Arnaldo Cunha Campos, Gilberto Salomão, Hely Valter Couto, Janete Vaz, Sandra Costa, Enildo Veríssimo Gomes, Salviano Guimarães, Getúlio Américo Moreira Lopes, Osório Adriano e Antônio Matias são as figuras que contribuíram para tornar realidade a construção de Brasília, e que trilharam um caminho de sucesso na cidade.

A ideia do filme é mostrar, com base em depoimentos e acervos dos personagens, a afinidade dos empresários com o espírito inovador da cidade. “A ideia do projeto foi tentar eternizar a história desses pioneiros porque essas histórias tendem a se perder”, explicou Phelipe Matias, um dos idealizadores do projeto.

Segundo ele, a produção do documentário buscou contar a história de pessoas que trabalham em ramos de negócios diferenciados. Empresários da construção civil, da educação e setor de alimentos, por exemplo, foram alguns dos convidados para contar suas trajetórias nos primeiros anos da cidade, como venceram seus desafios e prosperaram. “São pessoas que criaram suas empresas do zero. Eles vieram com a vontade de trabalho e de vencer na vida — e venceram. O mais memorável da história de todos é que essas empresas têm entre 50 e 60 anos e estão até hoje todas vivas, gerando emprego para a população”, completa Phelipe.

Outro propósito do filme é divulgar um pouco a história de Brasília pelo viés turístico. “A maioria das pessoas olham para Brasília como se só tivesse politicagem, mas aqui tem muita coisa legal além da política. Queríamos também acabar com a ideia de que Brasília vive do funcionalismo público: muito pelo contrário, o setor produtivo aqui é muito ativo e já cresceu muito”, afirma o idealizador.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade