fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

19ª DP prende autor de disparo que tirou a vida de PM em Ceilândia

Walisson Holanda, 28 anos, foi morto com um tiro no peito no último dia 16 de novembro. Todos os participantes do crime estão presos

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Willian Matos e Vítor Mendonça
[email protected]

A 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) prendeu, nesta quinta-feira (3), o quarto suspeito de envolvimento no crime que resultou na morte do policial militar de 28 anos Walisson Holanda, em Ceilândia, no último dia 16 de novembro. A operação, batizada de Conclusioni, cumpriu um mandado de prisão preventiva e dois de busca e apreensão.

Segundo a DP, o indivíduo preso nesta quinta (3) foi o autor do disparo que acertou o peito de Walisson e lhe tirou a vida. Com o último membro preso, a Polícia Civil (PCDF) declara que concluiu a investigação do crime.

Comoção: relembre o velório de Walisson Holanda

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O crime ocorreu por volta das 19h30, quando Walisson estava na garagem de casa com dois amigos (uma mulher e um homem). Enquanto conversavam, uma mulher que dirigia um Volkswagen Fox de cor branca passou em frente a casa de forma lenta e, em seguida, dois homens também seguiram a rota do carro, como se tivessem acabado de sair do veículo.

“Foi nessa hora que Walisson alertou aos amigos que deveriam ficar em alerta. Logo em seguida, os dois anunciaram o assalto e começou o tiroteio. Um dos tiros atingiu um dos criminosos no pé e outro acertou o peito do policial, que morreu praticamente na hora”, detalhou o delegado-chefe da 19ª DP, Gustavo Augusto Araújo. Após a confusão, os assaltantes correram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De acordo com o delegado-chefe, todos os participantes do crime já possuíam passagem na polícia por outros delitos. O crime foi classificado como latrocínio consumado – classificação independente do sucesso no roubo ou não, e os envolvidos podem pegar pena de 20 a 30 anos.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade