fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

13 mil famílias recebem cestas de Natal no DF

Campanha Nosso Natal arrecadou mais de 200 toneladas de alimentos, que serão distribuídos a pessoas em situação de vulnerabilidade

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O Natal de Edileuza Sacramento dos Santos, 37 anos, vai ser diferente do esperado – e melhor. Na reta final da gravidez do quarto filho, a mulher não tinha condições de garantir uma ceia. Nesta quinta-feira (17), ela recebeu, das mãos da primeira-dama Mayara Noronha Rocha, uma cesta especial com um livro de receitas que vai permitir celebrar a data ao lado de quem ama. Ela é uma das 13 mil famílias que vão receber a doação pela campanha Nosso Natal 2020.

“Sinceramente, eu não tinha nada para comer dentro de casa. Essa cesta veio em boa hora, vai ajudar demais. É um ótimo presente de Natal”, comemora, emocionada, a dona de casa. Ela mora há 25 anos no Engenho das Lajes, zona rural do Gama, escolhido como ponto inicial para distribuição das 200 toneladas de alimentos arrecadados pelo Governo do Distrito Federal no último mês. As cestas serão entregues a famílias selecionadas pelas administrações regionais.

Quem coordena a campanha é a Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância, conduzida pela primeira-dama Mayara Noronha Rocha. “O resultado nos surpreendeu. Essa foi a primeira campanha do ano que resolvemos não colocar uma meta. Foi uma campanha de solidariedade que juntou governo, empresários, sociedade civil e parlamentares para alimentar entre 13 e 14 mil famílias em situação de vulnerabilidade”, diz.

As cestas reúnem 14 produtos. Além do básico, como arroz, feijão, farinha e açúcar, quatro itens extras: sardinha em conserva, leite condensado, achocolatado em pó e charque. Os mesmos ingredientes serão usados por 18 chefs de cozinha para preparo da ceia especial que será servida, na sexta-feira (18), em instituições de acolhimento. Por isso, um livro de receitas acompanha as doações como desafio para que todos possam fazer os mesmos pratos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Vimos que a solidariedade é, sim, uma característica de nós, brasilienses. Vamos conseguir atender famílias em situação de vulnerabilidade, trazer um pouco de carinho e afeto para elas”, valoriza a subchefe de Políticas Sociais e Primeira Infância, Anucha Soares.

Distribuição

A distribuição das cestas será realizada pelas administrações regionais ao longo dos próximos dias. Escolhido como ponto inicial e simbólico, o Gama terá 600 unidades para doações, sendo que 150 entregues nesta quinta-feira (17), na comunidade de Engenho das Lajes. O povoado rural, às margens da BR-060 próximo à divisa com Goiás, tem cerca de cinco mil famílias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Há mais de duas décadas no povoado, a dona de casa Valdirene Mendes, 34 anos, ficou satisfeita com os alimentos recebidos. “O planejamento para o Natal estava complicado. Vamos passar em casa, em família. Essa cesta veio em boa hora, estávamos precisando, senão não teria um Natal de verdade. Quem sabe dá até para fazer uma sobremesa?”, diz a mãe solo de quatro filhos.

A Associação de Moradores do Engenho das Lajes ajudou a identificar Edileuza, Valdirene e as famílias mais necessitadas para receberem as cestas especiais. “É um grande orgulho para a comunidade. Temos aqui famílias de baixa renda, que não tinham nada para comer e agora recebem esses alimentos para que possam ter um Natal de verdade”, comemora o presidente da entidade, Davi Lobato.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Nós estamos muito felizes de receber a primeira entrega das cestas arrecadadas nessa campanha maravilhosa. É um trabalho especial nesse momento de dificuldade. Temos moradores que necessitam do Estado sempre presente, e estamos aqui sempre ajudando a nossa população”, destaca a administradora regional do Gama, Joseane Feitosa.

O evento foi realizado na única escola da região, o Centro Educacional Engenho das Lajes, que tem aproximadamente 800 alunos de todas as modalidades de ensino e serve como grande ponto de encontro da comunidade. Neste ano, a escola foi para a regularidade depois que a Agência de Desenvolvimento (Terracap) cedeu o terreno em ação inédita. Com medida parecida, a escola conseguiu, enfim, uma quadra de esporte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>

Além disso, durante o ano, a escola passou por melhorias. Segundo a coordenadora regional de ensino, Cássia Marques Nunes, o contrato de manutenção da Secretaria de Educação garantiu troca de piso e revisão de telhado. Além disso, R$ 50 mil em emenda parlamentar foi destinada pelo distrital Daniel Donizet para reforma da cozinha.

As informações são da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade