fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Cidades

120 toneladas de lixo são retirados de Sobradinho II

Nesta quarta, os serviços de limpeza se concentram no Polo de Cinema

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Nesta semana o Governo do Distrito Federal (GDF) realizou ação que retirou cerca de 120 toneladas de lixo e entulho de Sobradinho II, reforçando o combate ao Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, zika, chikungunya e febre amarela. Além disso, o programa GDF Presente construiu um estacionamento. Nesta quarta-feira (1), o governador, Ibaneis Rocha, fez uma blitz no local. 

Nesta quarta, os serviços de limpeza se concentram no Polo de Cinema, com quatro caminhões cheios de materiais retirados das ruas.

Conforme o último boletim epidemiológico da Secretaria de Saúde, o local é considerado de alta incidência: a dengue tirou a vida de dois moradores em 2020, e já são 2.199 diagnósticos positivos da doença. Um deles é o comerciante Joaquim Moraes, 52 anos. “A gente não pode esquecer de lutar contra essa doença. Não dá pra deixar acumular lixo nas ruas”, pede.

Segundo o administrador regional Osmar Felício, a área limpa nesta quarta-feira recebe constantemente manutenção do Serviço de Limpeza Urbana (SLU). “Mesmo assim, o pessoal continua jogando lixo e entulho em lugares irregulares”, lamenta. Para coibir a atitude, ele adianta que o projeto para construir um papa entulho na região está quase finalizado. “Esperamos que até o final deste ano a gente consiga implementar o serviço.”

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na cidade, o GDF Presente também construiu um estacionamento na QR 12. Com cerca de cem metros de comprimento e 35 de largura, o espaço público beneficiará frequentadores de uma igreja, comerciários e moradores. A obra, em parceria com a administração regional, deve ser finalizada nesta semana.

Limpeza reforçada

O Parque dos Pioneiros Cláudio Sant’Anna (Deck Sul), no Lago Sul, recebeu limpeza reforçada nos 12 banheiros. “Os espaços foram invadidos, depredados e sujos. É ruim o pessoal chegar e encontrar o ambiente assim. Limpamos bem com água, sabão, cloro”, conta o coordenador do Polo Adjacente 1, Alexandro César.

No local, também foi consertado o único ponto de água da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), que também sofreu com o vandalismo. A administradora regional do Plano Piloto, Ilka Teodoro, alerta que a população precisa se conscientizar e ajudar a manter.

“Infelizmente, as pessoas pensam que o que é público não é de ninguém e é preciso mudar esse pensamento. Cada cidadão e cidadã precisa se responsabilizar pelo cuidado e preservação das edificações e mobiliários que são disponibilizados”, ressalta. Vandalismo não combina com cidadania”, acrescenta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A estudante Maria Clara Vieira, 24 anos, tem o costume de praticar atividades físicas no Deck Sul. “É triste o tratamento que algumas pessoas dão a um espaço público tão importante como esse”, aponta a jovem. Ela valoriza a ação do programa que deixou o local mais limpo. “É bom ver que o governo se preocupa, mas também tem que ter colaboração de todos.”

Com informações da Agência Brasília 




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade