Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Secretário de Saúde anuncia chegada de mais vacinas e vacinação de professores

Grupo é constituído por todos os profissionais que atuam em instituições de ensino

O secretário de Saúde do DF, Osnei Okumoto durante entrevista coletiva. Foto: Lúcio Bernardo/ Agência Brasília

Mateus Souza
[email protected]

O secretário da Saúde, Osnei Okumoto, anunciou, nesta quinta-feira (13), a chegada de mais 23,5 mil doses da AstraZeneca e 26,4 mil doses da CoronaVac. Os imunizantes devem chegar ainda nesta noite. Além disso, o secretário afirmou que os profissionais da educação também serão imunizados em breve e que, em seguida, os rodoviários também terão prioridade no processo de imunização.

Durante a coletiva de imprensa sobre as ações do Governo do Distrito Federal (GDF) de combate à Covid-19, o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, informou que todas as doses da AstraZeneca serão destinadas à aplicação da segunda dose. Com relação às doses da CoronaVac, metade (13.200) será destinada para a aplicação da segunda dose e o restante (13.200) terá aplicação como primeira dose.

Após anunciar que os professores serão um dos grupos prioritários na campanha de vacinação no DF, o secretário foi questionado acerca da logística do processo. Em resposta, Rocha explicou que o secretário da Educação, Leandro Cruz, levantará dados a respeito desses profissionais e passará ao secretário de Saúde, para que seja montado um plano de imunização para esse grupo.

O secretário de Saúde salientou que a classe é constituída por todos os agentes atuantes, incluindo, por exemplo, merendeiras e outros profissionais que trabalham em instituições de ensino, tanto públicas quanto privadas. Durante a coletiva, os secretários informaram que os rodoviários também integrarão um grupo prioritário na ordem de vacinação.

Gestantes

Devido à suspensão pela Anvisa do uso da vacina AstraZeneca/Fiocruz contra o novo coronavírus em grávidas, o secretário anunciou que as gestantes e puérperas receberão somente as doses das vacinas CoronaVac e Pfizer. Quanto às mulheres que integram estes grupos e já receberam a primeira dose, a recomendação é que elas aguardem a manifestação do Ministério da Saúde.

A pasta deverá elaborar um relatório, de acordo com o mapeamento dos estados, para tomar uma decisão definitiva.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Possíveis efeitos colaterais do imunizante em gestantes passaram a ser investigados, após uma grávida de 23 semanas vir a óbito no Rio de Janeiro, depois de ter sido imunizada com a vacina AstraZeneca.

Variantes e leitos

O secretário Okumoto revelou que foram analisadas 80 amostras do vírus, em pacientes com Covid-19 no Distrito Federal. O estudo revelou que 100% das variantes são do tipo P.1 (variante de Manaus). Devido ao risco de uma terceira onda, o secretário afirmou que o GDF sempre tenta manter uma margem de leitos disponíveis para Covid-19.

Ainda segundo o secretário, parte dos leitos destinados à Covid-19 podem ser remanejados como leitos normais, respeitando a margem de segurança.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar