Brasília

Recadastro do Passe Livre para Pessoas com Deficiência tem filas e muita demora

Por Arquivo Geral 25/01/2018 2h51
Matheus Venzi

Matheus Venzi
[email protected]

Os usuários do Passe Live para Pessoas com Deficiência (PCD) tiveram de enfrentar longas filas para se recadastrar no benefício. Na manhã desta quinta-feira (25), foram distribuídas 300 senhas para atendimento na Estação Cidadania, na estação de metrô da 112 Sul, e quem não pegou um número teve de voltar pra casa. O processo de atualização do cadastro vai até 2 de março.

Um dos beneficiários, Donato de Torres Quintanilha, de 62 anos, chegou às 6 h e, até 11h, ainda não havia sido atendido. “Eu até comprei um salgadinho para não passar fome”, brincou. Ele tem deficiência nos braços e precisou acordar às 5h para se deslocar de Ceilândia até a Asa Sul.

Matheus Venzi

De acordo com a Secretaria de Estado do Trabalho, de Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos do Distrito Federal (Sedestmidh), a equipe do atendimento do local será ampliada. Além disso, mutirões também serão realizados em uma estrutura provisória na Rodoviária nos próximos fins de semana.

O processo de recadastramento é feito para a população se adequar à instalação da biometria facial, a ser implantada em toda a frota de ônibus do Distrito Federal em fevereiro. Os usuários podem realizar o processo de atualização por meio do site, na Estação da Cidadania ou em um dos 30 núcleos da Defensoria Pública espalhados pela cidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar