Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Primeiro Centro de Desenvolvimento de Cães da PRF

Em Brasília, o primeiro Centro de Desenvolvimento de Cães formará cães policiais não só da instituição, mas também de outros órgãos policiais

Divulgação/PRF

TEREZA NEUBERGER

A obra de consolidação do Centro de Desenvolvimento de Cães da Polícia Rodoviária Federal (PRF) teve início em 2019 e a inauguração aconteceu nesta terça-feira (07) na sede nacional da instituição para um público estimado em 200 pessoas.

O canil Central da PRF possui 17 mil metros quadrados para abrigar 30 baias, ambulatório para tratamento veterinário dos animais e estrutura de ensino para a certificação de cães policiais. Também serão realizados no local cursos de Operador de Cinotecnia para a formação de policiais para atuarem na área.

O local foi construído para ser o primeiro centro nacional de formação de cães policiais não só da instituição, mas também de outros órgãos policiais. Após a formação, os cães da PRF serão distribuídos para as 15 bases estaduais que possuem o Grupo de Operações com Cães. O Canil Central da PRF é uma obra com verba da SENAD (Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas).

A cerimônia contou com a presença do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, do Diretor-Geral da PRF, Silvinei Vasques, além de outras autoridades federais, distritais e estaduais. A inauguração contou com o momento de descerrar a placa, também com a distribuição de presentes por parte do diretor-geral da PRF, em agradecimento às autoridades presentes na cerimônia.

“O cão além de fazer parte do trabalho é também um grande amigo fiel”, afirmou o Secretário Substituto da Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas e Gestão de Ativos (SENAD), Cleiton Bezerra. O secretário ressaltou a importância da ajuda dos cães no trabalho de busca de drogas, e revelou que há diversos pedidos de ajuda de todas as polícias do Brasil para implementação de um canil e de uma força de trabalho com cães. “Essa é uma das nossas prioridades por entendermos a eficiência que esse tipo de trabalho traz”, acrescentou o secretário.

A cerimônia foi interrompida para exibição em tempo real para exibição do curso preparatório de um novo efetivo que chega à Polícia Rodoviária Federal. O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, parabenizou os recém aprovados e ressaltou a importância desse novo efetivo, e foi parabenizado também pela quantidade de entregas em sua gestão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Para vocês terem uma ideia do que a PRF tem feito no Brasil, nós aprendemos e entregamos à Polícia Federal e às polícias civis mais de 1700 toneladas de droga”, afirmou Silvinei Vasques durante a cerimônia. O diretor atribuiu essas apreensões a parceria entre o sistema de inteligência da PRF e os cães. “É muita droga pelo Brasil que a gente tem tirado de circulação nessas parcerias com os outros órgãos”, acrescentou.

O diretor ressaltou também todo o trabalho da instituição para sociedade, através das ações de prevenção no trânsito, “Quantas vidas a gente não está salvando, seja aplicando uma multa, seja orientando, seja de forma educativa dando segurança para aquela família chegar em casa”. Ele também demonstrou confiança com a chegada de novos policiais, o que fará com que a PRF alcance o maior efetivo da história.

O Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, destacou que os resultados da PRF têm sido brilhantes e elogiou o Presidente da República Jair Messias Bolsonaro, que dá essa oportunidade para que os policiais brasileiros possam trabalhar juntos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar