Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Policial civil stalker é presa nesta quinta (2)

Rafaela Motta atacou ex-namorado com golpes de canivete e furou os pneus do carro dele na madrugada do último domingo (28)

A policial civil Rafaela Motta, da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) foi novamente presa na manhã desta quinta-feira (2). Acusada de perseguição contra ex-namorados, Rafaela deu golpes de canivete em um ex-companheiro na madrugada do último domingo (28).

O ex-namorado procurou a polícia para denunciar o caso. Segundo ele, Rafaela estava rondando a casa dele, no SOF Norte, à noite. Depois, ela saiu e voltou ao local com um canivete e furou os pneus do carro dele. O homem tentou evitar a ação, e a policial o esfaqueou nas costas com um canivete.

Rafaela Motta é investigada pelo crime de stalking (perseguição), além de injúria, ameaça, furto e dano qualificado. O primeiro caso que gerou investigação ocorreu em 2018. Na ocasião, o ex-namorado da policial alega que chegou a ficar em cárcere privado por cerca de oito horas, sem poder usar telefone celular.

Por meio de nota, a PCDF informou que “a autuada pertence aos quadros da instituição e já responde a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) na Comissão Permanente de Disciplina (CPD), a diversos procedimentos na Corregedoria-Geral de Polícia (CGP) e está afastada das funções por licença médica. Ela teve também suas armas recolhidas e a sua restrição será formalmente comunicada ao Juízo”.








Você pode gostar