Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Petista é preso durante desfile militar

PMDF alega que o trompetista Fabiano Leitão “entrou na frente do tanque para impedir o desfile”

Foto: Reprodução

O trompetista Fabiano Leitão foi preso na manhã desta terça-feira (10) durante o desfile de tanques promovido pelo governo federal na Esplanada dos Ministérios. O petista tocava enquanto as tropas passavam e acabou detido.

A Polícia Militar do DF (PMDF) alega que Fabiano “entrou na frente do tanque para impedir o desfile” por “motivação política”. O trompetista foi levado à 5ª Delegacia de Polícia (área central) e liberado após ser ouvido.

O desfile

O desfile desta terça-feira (10) em frente ao Palácio do Planalto reuniu pela manhã dezenas de veículos militares, entre blindados, tanques, caminhões e jipes. A parada militar, realizada no dia da votação do voto impresso na Câmara dos Deputados e criticada como mais uma tentativa de politização das Forças Armadas, começou por volta de 8h30.

Nesse horário, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) já estava na rampa do Palácio do Planalto. No início do desfile, que durou aproximadamente 10 minutos, um militar em traje de combate desceu de um dos veículos, subiu a rampa e entregou a Bolsonaro um convite para comparecer a exercício militar da Marinha programado para agosto.

Durante a passagem dos veículos, um grupo de apoiadores de Bolsonaro se reuniu na Praça dos Três Poderes e entoou gritos em defesa da intervenção militar. Eles gritaram “Eu Autorizo” e “142”, em referência a dispositivo constitucional que bolsonaristas dizem justificar uma eventual intervenção fardada. Com Folhapress








Você pode gostar