Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Mulher tenta matar outra por ciúmes

Ao dosar a pena, o juiz presidente do Júri, ponderou que “a tentativa não foi branca, mas cruenta, visto que a vítima foi lesionada”

Idoso confessou o crime e afirmou que, se caso a vítima não tivesse morrido ainda, ele terminaria a agressão. Foto/Reprodução

Nessa terça-feira, 11, o Tribunal do Júri de Ceilândia condenou Dayanne da Silva Dias a sete anos de prisão, em regime semiaberto, por tentar matar, com golpes de faca, uma mulher que conversava com seu ex-namorado em um estabelecimento comercial.

O crime ocorreu na noite do dia 17 de junho de 2018, no interior de uma distribuidora de bebidas, em Ceilândia Norte/DF, onde ocorria um forró. A vítima não morreu e conseguiu fugir após o ataque.

Segundo o Ministério Público do DF, a tentativa de homicídio teve motivação torpe, devido a sentimento de posse que Dayanne nutria em relação ao ex-companheiro, que estava conversando com a vítima. Além disso, ocorreu por meio de recurso que dificultou a defesa da ofendida, uma vez que a agressão era totalmente inesperada.

Ao dosar a pena, o juiz presidente do Júri, ponderou que “a tentativa não foi branca, mas cruenta, visto que a vítima foi lesionada. Apesar disso, não houve tecnicamente perigo de morte”. Dayanne poderá recorrer da sentença em liberdade.








Você pode gostar