Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Mais agentes para lutar contra a dengue e Covid-19

Os Agentes de Vigilância e Comunitários de Saúde trabalharão no cadastramento das famílias para atendimento da equipe de Estratégia de Saúde da Família. Também fazem busca ativa das pessoas que ainda não se vacinaram contra a covid-19 e outras doenças, além de identificar as necessidades de cada família

Por Guilherme Gomes 03/12/2021 10h55
Foto: reprodução

Na manhã desta sexta-feira (3), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), assinou a posse de Agentes de Vigilância Ambiental e Agentes Comunitários de Saúde que ajudarão a comunidade da capital na prevenção da dengue e convencimento de pessoas para a cobertura vacinal completa contra a Covid-19. O evento também serviu de lançamento para a Campanha Distrital de Enfrentamento do Aedes Aegypti.

“Esse trabalho de buscar as pessoas e cuidar da saúde é muito importante e falta o reconhecimento devido. O principal trabalho é a saúde que buscamos na casa das pessoas. Assim evitamos que ela vá para o hospital […] vamos reforçar a busca ativa das pessoas nas residências e por isso fizemos esses contratos. No primeiro de governo tivemos um avanço assustador da Dengue. Conseguimos reduzir graças as trabalho de vocês”, afirmou Ibaneis Rocha.

Os Agentes de Vigilância e Comunitários de Saúde trabalharão no cadastramento das famílias para atendimento da equipe de Estratégia de Saúde da Família. Também fazem busca ativa das pessoas que ainda não se vacinaram contra a covid-19 e outras doenças, além de identificar as necessidades de cada família. Ao todo, mil agentes começarão os trabalhos após a assinatura do governador.

Durante a cerimônia, um Agente de Vigilância Ambiental identificado como Estélio Mendes pediu a palavra, agradeceu a oportunidade do GDF e fez cobranças para a gestão de Ibaneis Rocha. “Não recebemos auxílios como alimentação e transporte. Tiramos do nosso bolso. Acho que o senhor não sabe dessa informação. Verifique nossos EPIs como mochila e uniforme. Muitos de nós não temos uniforme e isso dificulta nosso trabalho”, afirmou.

Ibaneis Rocha discursou em seguida e afirmou verificar se será possível conceder os auxílios reivindicados. Na ocasião, o governador lembrou sobre os investimentos da gestão na saúde da capital. “Estamos completando as Unidades de Pronto Atendimento (UPA), entregamos 5 Unidades Báscias de Saúde (UBS) e vamos entregar mais 16 até o final no mandato. Vamos deixar para o hospital só os casos mais graves. Quanto mais trabalhamos com prevenção, mais esvaziamos os hospitais”, disse o governador.

O Secretário de Saúde, Manoel Pafiadache, falou sobre a importância dos novos agentes na atenção primária à saúde do DF. “De 2020 para 2021 reduzimos 70% dos casos de Dengue. A chegada dos servidores e voluntários será um passo gigantesco para controlar e diminuir ao máximo a Dengue na população […] os agentes comunitários atuam em parceria com os da vigilância […] vocês serão fundamentais no enfrentamento, mapearão o território a cerca do cadastramento, das doenças, convencimento das pessoas para se vacinarem contra a Covid-19 […] vocês aproximarão os pacientes à rede de saúde”, afirmou.

Prevenção contra a dengue

O Ministério da Saúde recomenda que, em pelo menos 15 minutos, é possível fazer uma varredura em casa, realizando toda a higiene e limpeza necessárias para evitar a proliferação do mosquito. Para isso, é preciso eliminar os recipientes com água parada – ambiente propício para procriação do Aedes aegypti.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

É importante se lembrar de tampar os tonéis e caixas d’água, manter calhas sempre limpas, deixar garrafas e recipientes com a boca para baixo, limpar semanalmente ou preencher pratos de vasos de plantas com areia, manter lixeiras bem tampadas e ralos limpos e com aplicação de tela, além de manter lonas para materiais de construção e piscinas sempre esticadas para não acumular água.

O período chuvoso com o aparecimento do sol em algumas horas do dia é propício para o aumento da proliferação de mosquitos Aedes aegypti e, consequentemente, dos casos de dengue

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar