Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

GDF segue atrás dos não vacinados

Ibaneis anunciou que maioria das doses chegadas ontem serão destinadas a quem ainda não recebeu nem a primeira dose. DF vai receber ainda lote da Janssen até o fim da semana

Por Willian Matos 07/12/2021 12h47
Foto: Vítor Mendonça/Jornal de Brasília

O Governo do Distrito Federal segue buscando vacinar contra a covid-19 quem já pode ser imunizado mas ainda não procurou um posto de vacinação. A capital recebeu, na noite de segunda-feira (7), 125 mil doses da AstraZeneca, e o governador Ibaneis Rocha falou nesta terça (7) que a maioria delas serão reservadas para D1.

Das 125 mil doses, 100 mil serão voltadas para quem tem 18 anos ou mais e ainda precisa tomar a primeira dose — a AstraZeneca, diferentemente da Pfizer, não é recomendada para menores de idade. “Essa remessa faz parte das tratativas da Secretaria de Saúde com o Ministério da Saúde para que o DF tenha mais opções de vacinas para o público acima de 18 anos que ainda não iniciou o seu ciclo de imunização contra a covid-19”, explicou Ibaneis.

De acordo com a Secretaria de Saúde, 88,78% da população com 12 anos ou mais já recebeu a D1. Falta, portanto 11,22% deste percentual. Com o lote da AstraZeneca, este público passa a ter 482 mil vacinas disponíveis. “O DF passa a ter 482 mil vacinas para aplicação de primeira dose para toda a população acima de 12 anos, outras 476 mil vacinas para segunda dose e também 273 mil doses de reforço”, disse o governador.

Janssen

Ibaneis declarou ainda que, até o fim da semana, o DF deve receber doses da Janssen. A princípio, este imunizante foi tratado como de dose única. No mês passado, porém, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, declarou que será necessária uma D2 para quem tomou esta vacina. A aplicação deve ocorrer 60 dias após o paciente ter tomado a D1.

“Até o fim da semana, o DF deve receber a primeira remessa de vacinas da Janssen para reforço de quem já recebeu essa vacina como dose única. São 1,2 milhão de vacinas aguardando os brasilienses”, disse Ibaneis.

Posto na Rodoviária

Outra medida tomada visando vacinar toda a população local é a instalação de um posto de vacinação na Rodoviária do Plano Piloto, local de grande circulação da capital. A Secretaria de Saúde declarou que a unidade será inaugurada nesta terça (7).

Nestes primeiros dias, o posto não oferecerá vacinas da Pfizer. Isso porque este imunizante exige um trabalho de manipulação diferente das doses da AstraZeneca e da Coronavac, por exemplo, que já vêm prontas. “A expectativa é que até semana que vem o ponto da Rodoviária ofereça todos os imunizantes”, informa a SES.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O ponto atenderá a todos os públicos elegíveis para vacinação (idosos, adultos e adolescentes), oferecendo imunizantes para primeira e segunda dose, além da dose de reforço. O posto está instalado ao lado da Administração da Rodoviária do Plano Piloto e funcionará de segunda à sexta, das 9h às 16h30.








Você pode gostar