Menu
Brasília

GDF quer nomear mais de 30 mil concursados em 2025

A pasta da Educação também será amplamente beneficiada com cerca de 12,1 mil novos servidores

Redação Jornal de Brasília

15/05/2024 16h25

Foto: Lucio Bernardo Jr. / Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) vai encaminhar à Câmara Legislativa (CLDF), até sexta-feira (17), a proposta de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2025. Entre os pontos tratados no texto, está a contratação de 30.786 novos servidores para o Executivo. Para isto, o GDF terá de liberar cerca de R$ 7,5 bilhões a mais para destinar à folha de pagamento.

“O governador Ibaneis Rocha tem um compromisso com o Distrito Federal e tem demonstrado isso, ano a ano, com os investimentos que estamos fazendo nos quatro cantos da cidade”, avalia o secretário de Economia, Ney Ferraz. “E não se faz esse tipo de investimento sem contar com os servidores públicos”, complementa.

Cerca de 70% das nomeações previstas para 2025 serão destinadas às pastas de Educação e Saúde. Para essa última, o plano é contratar mais de 9 mil servidores em várias áreas de atuação. “Para o próximo ano, queremos chamar mais de mil médicos, 2 mil técnicos de enfermagem, 1,3 mil agentes de saúde e outros 3,8 mil para a área de gestão em saúde. Aos poucos, estamos recompondo os quadros das carreiras. Muitos deles defasados há anos”, avalia Ney Ferraz.

A pasta da Educação também será amplamente beneficiada com cerca de 12,1 mil novos servidores. Estão previstos 8.517 novos professores para o magistério público; 330 professores universitários; e 3.350 cargos na carreira de políticas públicas e gestão educacional. No campo da assistência social, o governo planeja nomear mais 1.125 novos servidores para a carreira pública de desenvolvimento e assistência social; além de 1.711 para a carreira socioeducativa.

Além das áreas prioritárias, a LDO 2025 contempla outras carreiras importantes. Serão 1.900 novos cargos de políticas públicas e gestão governamental (PPGG), 990 na carreira de polícia penal do DF, e 250 analistas de apoio à assistência judiciária, entre outras.

No entanto, o gestor pondera que apesar da LDO prever os novos concursos e nomeações, o cenário econômico nacional pode influenciar nas contratações. “A autorização na LDO é um dos requisitos para que ocorram as nomeações; não se pode esquecer, porém, da necessidade de adequação orçamentária, que é resultado de um conjunto de fatores, incluindo o cenário econômico e a arrecadação”, acrescenta.

A proposta da LDO segue para a Câmara Legislativa nesta semana, onde será debatida e apreciada nas comissões e no plenário da casa até meados de junho.

Confira a lista de carreiras beneficiadas e o número de cargos previstos para cada uma delas:

• Políticas Públicas e Gestão Governamental – 1.900 cargos
• Planejamento Urbano e Infraestrutura – 650 cargos
• Carreira médica – 1.093 cargos
• Auditoria de Controle Interno – 142 cargos
• Gestão Fazendária – 80 cargos
• Auditor Fiscal da Receita do Distrito Federal – 265 cargos
• Cirurgião-Dentista – 303 cargos
• Especialista em Saúde (20 hs) – 235 cargos
• Enfermeiro (20h) – 250 cargos
• Vigilância em Saúde e Atenção Comunitária – 1.350 cargos
• Técnico em Enfermagem (20h) – 2.055 cargos
• Gestão e Assistência Pública à Saúde – 3.802 cargos
• Auditoria de Atividades Urbanas – 485 cargos
• Magistério Público – 8.517 cargos
• Políticas Públicas e Gestão Educacional – 3.350 cargos
• Desenvolvimento e Fiscalização Agropecuária – 149 cargos
• Polícia Penal do DF – 990 cargos
• Desenvolvimento e Assistência Social – 1.125 cargos
• Carreira Socioeducativa – 1.711 cargos
• Procurador do DF – 10 cargos
• Atividade Jurídica – 65 cargos
• Apoio às Atividades Policiais Civis – 260 cargos
• Atividades Complementares do Distrito Federal – 60 cargos
• Atividades do Hemocentro – 121 cargos
• Gestão Rodoviária – 184 cargos
• Atividades de Trânsito – 65 cargos
• Especialista de Trânsito – 35 cargos
• Atividades do Meio Ambiente – 200 cargos
• Atividades de Defesa do Consumidor – 110 cargos
• Regulação de Serviços Públicos – 9 cargos
• Atividades Previdenciárias – 33 cargos
• Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde – 85 cargos
• Apoio de Atividades de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde – 75 cargos
• Empregos públicos Emater-DF – 40 cargos
• Empregos públicos Metrô-DF – 172 cargos
• Atividade em Saúde Suplementar – 50 cargos
• Músico do DF – 40 cargos
• Atividades Culturais – 120 cargos
• Magistério Superior Público – 330 cargos
• Defensor Público do DF – 20 cargos
• Analista de Apoio à Assistência Judiciária – 250 cargos

As informações são da Agência Brasília

    Você também pode gostar

    Assine nossa newsletter e
    mantenha-se bem informado