Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Funcionária de clube de tiro usava máquina de cartão própria para desviar dinheiro

A investigação teve início após os representantes do clube procurarem a delegacia para informar sobre a suspeita de que a funcionária poderia estar furtando dinheiro

Foto: Divulgação/PCDF


Uma funcionária de um clube de tiro, de 37 anos, foi presa por suspeita de furtar dinheiro do local em que trabalhava. A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) a prendeu em flagrante, na tarde desta quarta-feira, 29.

Por meio da 3ª Delegacia de Polícia, os policiais adicionaram abuso de confiança na acusação, ela trabalhava no local há aproximadamente sete anos.

A investigação teve início após os representantes do clube procurarem a delegacia para informar sobre a suspeita de que a funcionária poderia estar furtando dinheiro do estabelecimento, uma vez que havia alguns valores a menos nas contas da empresa.

Ao instalarem câmeras de segurança no local, os donos desconfiaram que a mulher utilizava uma máquina de cartão diferente daquelas fornecidas pela empresa para a cobrança dos valores dos associados.

Hoje, 19, após monitoramento, a equipe verificou que a funcionária usou a máquina de cartão alternativa três vezes, causando um prejuízo estimado de mais de R$ 1,3 mil.

A investigação aponta, ainda, que a mulher estava praticando os fatos há aproximadamente três meses, causando um prejuízo total de mais de R$ 60 mil.

Após os procedimentos legais, a mulher foi conduzida ao cárcere da Polícia Civil e permanece à disposição da justiça. Se condenada, poderá cumprir uma pena de até oito anos de prisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE








Você pode gostar