Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Começa vacinação para pessoas com 30 anos ou mais; postos registram filas

Os primeiros em busca da imunização começaram a chegar durante a madrugada nos 79 postos de vacinação disponíveis na capital federal

Foto: Lindauro Gomes/Jornal de Brasília

O GDF começou hoje a vacinar pessoas com 30 anos ou mais. Alguns dos postos disponíveis registraram longas filas. Os primeiros em busca da imunização começaram a chegar durante a madrugada nos 79 pontos de vacinação na capital federal.

Os postos do Plano Piloto ficaram lotados. Filas quilométricas de carros foram registradas próximas ao Pavilhão do Parque da Cidade. A falta de agendamento para a faixa etária de 30 anos ou mais contribuiu para o aglomerado de carros.

Foto: Lindauro Gomes/Jornal de Brasília

 

A UBS 05 de Taguatinga, por outro lado, tem pouca fila, segundo registros de pessoas nas redes sociais. “Fomos vacinados em 22 minutos”, disse um usuário no Twitter. “Ubs 5 Taguatinga andando rápido e vazia!”, disse outro.

Em Águas Claras, mais filas. Localizado na faculdade Unieuro, o posto de vacinação já contava com uma fila grande de carros antes mesmo do sol raiar. A fila se estende por quase toda a Avenida Castanheiras, uma das principais da cidade.  De acordo com alguns moradores, foram necessárias mais de três horas para receber a dose da vacina.

 

Foto: Guilherme Gomes/Jornal de Brasília

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vacinação de pessoas com 30 anos ou mais

O Governo do Distrito Federal disponibilizou 170 mil doses de vacinas contra a covid-19 para pessoas com 30 anos ou mais. A vacinação dessa faixa etária começou nesta terça-feira (3), às 8h e às 9h. A imunização foi distribuída em 79 postos de atendimento. Na quinta (5), é a vez dos adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades.

A ampliação é possível após o Ministério da Saúde enviar, no último sábado (31), 208 mil doses de vacina. Ibaneis disse ainda que, caso o Ministério confirme a previsão de mais entregas, o DF vai reduzir a faixa etária para 25 anos ou mais.

Ocupação as UTIs da capital

O que conforta os brasilienses é que o DF está com a menor a taxa de ocupação de leitos de UTIs desde o início da pandemia de covid-19, em março do ano passado. Segundo o chefe da Casa Civil, Gustavo Rocha, a taxa está em 59,47%, com seis pessoas na lista de espera, mas com 77 leitos vagos. Essas pessoas que aguardam esperam a confirmação do exame de coronavírus.]

Ainda de acordo com Rocha, o Índice de Transmissibilidade, após ter se mantido por alguns dias em 0,98, subiu para 0,99. Vale lembrar que, acima de 1, a taxa indica que a pandemia está tendendo a avanças. Em momento mais crítico da pandemia, o índice chegou a 1,38.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar