Jornal de Brasília

Informação e Opinião

Brasília

Ceasa-DF vai distribuir 20 toneladas de hortifruti

Na manhã desta segunda-feira (8), os produtores familiares fizeram a entrega de cinco toneladas de alimentos

O Banco de Alimentos da Ceasa-DF começou a receber as compras institucionais, realizadas pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) – iniciativa do governo federal em parceria com a Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Desenvolvimento Rural (Seagri-DF).

Na manhã desta segunda-feira (8), os produtores familiares fizeram a entrega de cinco toneladas de alimentos – a primeira do ano -, que já serão distribuídas às entidades cadastradas.

De acordo com diretora de Segurança Alimentar da Ceasa-DF, Lidiane Pires, são cerca de 200 entidades, o que impacta um público estimado em mais de 30 mil pessoas. “Trabalharemos com a meta de cinco toneladas de alimentos por dia. De segunda a quarta-feira as entregas serão destinadas às instituições que atendem famílias; já às quintas-feiras é a vez daquelas que exercem serviços contínuos, como são o caso dos abrigos”, explicou a diretora.

Segundo o presidente da Ceasa-DF, Sebastião Marcio, o PAA contará com aporte de recursos da ordem de R$ 1,3 milhão para execução em 2021. “As aquisições e distribuição ocorrerão no menor tempo possível. É todo sistema agricultura voltado para o atendimento daqueles que mais necessitam”, disse.

O mesmo pensa a presidente da Emater-DF, Denise Fonseca. Para ela, esta é “mais uma ação do governo para ajudar os que mais precisam. É uma iniciativa importante por todo o seu alcance: primeiro, porque ajuda as pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade; depois, porque incentiva a economia pela compra de produtos produzidos por nossos pequenos agricultores; e além disso, ainda integra todos os órgãos da agricultura em uma mesma ação”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O secretário da Seagri-DF, Candido Teles, destacou que a grande preocupação do governo é justamente fazer essas aquisições. “Tanto o governo federal quanto o GDF têm a preocupação de dar uma melhor qualidade de vida às pessoas que produzem no campo. Na outra ponta, ganham as entidades e famílias carentes cadastradas no Banco de Alimentos da Ceasa-DF. Hoje foi um dia de muita alegria”.

As informações são da Agência Brasília

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar