Brasília

Ativados mais 20 leitos de UTI no Hospital de Ceilândia

Rede conta agora com 272 leitos de terapia intensiva para atender pacientes com covid-19

A taxa de transmissibilidade do coronavírus no Distrito Federal chegou a 1,32 nesta quinta-feira (4). O ideal é que ela esteja abaixo de 1. Diante disso, no Distrito Federal o número de casos está em ascendência, bem como a taxa de ocupação dos leitos de UTI. A Secretaria de Saúde tem observado esse cenário e está ativando mais leitos para não desassistir à população. Nesta quinta, mais 20 leitos de UTI covid foram ativados no Hospital de Ceilândia (HC), antigo Hospital de Campanha de Ceilândia.

Com mais essa ativação, o DF chega a ofertar 272 leitos de UTI covid. Nos próximos dias, mais leitos serão abertos. A previsão é mobilizar 221 leitos até o final do mês, conforme o cronograma iniciado no dia 26 de fevereiro.

“Estamos num momento crítico da disseminação da doença. Precisamos que a população entenda a necessidade de manter as medidas sanitárias, priorizando as medidas restritivas. O número de leitos de suporte de ventilação mecânica para covid-19 utilizados no dia de hoje se assemelha ao período de junho de 2020”, explica o secretário adjunto de Assistência à Saúde, Petrus Sanchez.

Mobilização

No dia 25 de fevereiro, o DF contava com 170 leitos de UTI covid em operação e a taxa de ocupação chegou a 95%. No dia seguinte (26/2), foram ativados 16 leitos de UTI em três unidades. No sábado, 20 leitos passaram a atender este perfil no Hospital Regional da Asa Norte.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na segunda-feira (1º/3), 30 leitos entraram em operação no DF. Na terça (2), mais 20 leitos no Hospital Regional do Gama e dez no Hospital Regional de Ceilândia. Na quarta, 16 leitos foram ativados no Hospital de Campanha da PM.

Ao todo, em sete dias, foram mobilizados 132 leitos de UTI covid. A taxa de ocupação, no final da tarde desta quinta-feira (4), estava em 94,26% com 14 leitos vagos. Nove dos 20 leitos do HC serão desbloqueados ainda hoje.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE






Você pode gostar