fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Vacinação é prorrogada para público de todas as fases da campanha

Com o resultado muito abaixo do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30

Avatar

Publicado

em

Foto: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde
PUBLICIDADE

De acordo com o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. O baixo índice de alcance às pessoas que apresentam maior risco impulsionou a prorrogação da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. que teve seu prazo ampliado e agora vai até o dia 30 deste mês. A expectativa da campanha é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas.

A pretensão inicial da campanha era de vacinar 90% da população pertencente ao grupo prioritário. A última fase da campanha, que havia sido dividida em três partes, foi iniciada em 11 de maio, com previsão de término no dia 5 de junho. Com o resultado muito abaixo do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30.

Segundo o Ministério da Saúde, até o último fim de semana 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase foram vacinadas. “Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina”, informou a pasta.

Nesta segunda etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que, além de ser importante para reduzir complicações e óbitos em decorrência da gripe influenza, a prorrogação da campanha é “mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde”.

Com informações da Agência Brasil




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade