fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Ricardo Nunes faz exame de delito e deve embarcar para BH em seguida

Fundador da Ricardo Eletro é investigado por sonegação fiscal e lavagem de dinheiro

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

O fundador da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, foi encaminhado para fazer exame de delito no Instituto Médico Legal (IML) de São Paulo-SP na manhã desta quarta-feira (8). Em seguida, o empresário deve embarcar no aeroporto de Congonhas para Belo Horizonte, onde será preso.

Ricardo Nunes foi preso em operação da Polícia Civil de Minas Gerais, que investiga crimes de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro por parte do empresário. A filha dele, Laura Nunes, também foi detida.

Sonegação

Segundo apuração da Polícia Civil, cerca de R$ 400 milhões em impostos foram sonegados em cinco anos. Ao vender um produto, a Ricardo Eletro cobrava dos consumidores os valores referente a impostos, mas não fazia os repasses à Receita.

Além das três prisões, os policiais cumprem 14 mandados de busca e apreensão em Belo Horizonte, Contagem-MG, Nova Lima-MG, São Paulo e Santo André-SP. Um dos mandados foi cumprido na casa do irmão de Ricardo, Rodrigo Nunes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Justiça determinou o sequestro dos bens imóveis de Ricardo, avaliados em R$ 60 milhões. A Ricardo Eletro se encontra em situação de recuperação extrajudicial, impossibilitada de arcar com dívidas.

A assessoria de imprensa da Ricardo Eletro e o empresário Ricardo Nunes não haviam feito pronunciamento até a última atualização desta matéria.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade