Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia recupera R$ 8 mil que seriam usados por idoso para tratar câncer

Publicado

em

Tácio Lorran
Especial para o Jornal de Brasília

A Polícia Militar de Goiás recuperou e devolveu ao dono cerca de R$ 8 mil, que seriam usados para o tratamento de câncer na bexiga de um idoso. José Gonçalves, 77 anos, havia deixado o dinheiro dentro de uma bolsa – esquecida no estacionamento de um supermercado em Caldas Novas (GO). Mais tarde, a PM achou o dinheiro a cerca de dez quilômetros do local em que foi perdido.

José ligou para a polícia por volta das 15h desse sábado (9). Ele explicou que fazia compras no estabelecimento e acabou deixando uma bolsa dentro de um carrinho de compras. Ele só deu falta do objeto quando estava a caminho de casa e, quando retornou ao supermercado, não encontrou a bolsa.

Um dos policiais responsáveis pela situação, o sargento Antônio Luiz conta que eles identificaram o homem que pegou a bolsa graças ao sistema de segurança do supermercado. “Por meio das imagens, consegui ver a placa da motocicleta, rastreei e achei o endereço do dono” diz. Quando a equipe chegou ao local, encontrou o homem e a bolsa recheada de notas.

Foto: Divulgação

José Gonçalves, que já havia perdido a esperança, sentiu-se alegre com o acontecimento e agradece principalmente à equipe de policiais responsáveis pelo caso. “Eu me sinto feliz, bem confiante e seguro”, comemora o sortudo. “Os bons policiais que têm aqui (em Caldas Novas) me deram muita tranquilidade”, completa.

Amanhã (12), José fará uma cirurgia para tratamento de um câncer na bexiga no Hospital Artur Jorge, em Goiânia (GO). Com a filha, Suzana Marinho, ele sairá de Caldas Novas às quatro horas da madrugada para dar entrada no hospital às 7h. José está guardando os últimos dias, após o ocorrido e antes da cirurgia, para descansar.

Desfecho
O rapaz que pegou a bolsa não foi preso. De acordo com a polícia, não havia nenhuma identificação na bolsa, impossibilitando a devolução. Segundo o parágrafo II do artigo 169 do Código Penal, o crime só seria consumado caso o indivíduo não devolvesse o achado à autoridade dentro do prazo de 15 dias.


Você pode gostar
Publicidade
Publicidade 
Publicidade
  • CHARGE DO DIA

    Charge do dia
Publicidade