Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia investiga mãe suspeita de incitar criança deficiente a comer ração

A Polícia Civil investiga a mãe suspeita de incitar um menino deficiente, de 2 anos, a comer ração do cachorro, em Trindade, Região Metropolitana de Goiânia. A cena foi registrada pela mulher em vídeo.

O caso foi denunciado pela avó paterna, nessa quarta-feira (4). Em depoimento, ela contou que o garoto tem insuficiência múltipla e mora com a mãe e a tia-avó. Aos fins de semana, porém, o menino fica com a avó paterna. Ela disse, inclusive, já ter recebido a criança com alguns machucados.

Nas imagens, é possível ver a criança deitada de bruços no chão, com o rosto dentro da vasilha. Além da mãe, uma tia-avó materna da criança teria participado das agressões contra o menino, que não consegue andar.

O delegado responsável pelo caso, Vicente Gravina, disse que a mãe e a tia-avó podem responder por constragimento de crianças e adolescentes.

Defesa

Em nota assinada pela advogada da família, Márcia Gabrielle Sampaio Carvalho, os pais negaram a agressão e afirmaram que “a criança é muito amada e cuidada por todos que o cercam”. Eles ainda disseram estar sofrendo com a repercussão do caso.

“[O sofrimento ocorre] Por crueldade e irresponsabilidade de sua avó paterna que, ao ter acesso ao vídeo em um grupo familiar, distorceu os fatos e lançou as imagens nas redes sociais de forma negativa, ganhando interpretação diversa do contexto real das gravações (sic)”, diz a nota.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
  • CHARGE DO DIA