fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Polícia Federal investiga lavagem de dinheiro e desvio de recursos públicos destinados a hospital de Sergipe

Investigadores constataram irregularidades com as declarações de imposto de renda de pessoa física dos investigados, no período a partir de 2009

Avatar

Publicado

em

Foto: Divulgação/PF
PUBLICIDADE

Com o apoio da Receita Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Retificadora, nesta quarta-feira (5). O intuito da ação é apurar os crimes de lavagem de capitais e de desvios de recursos públicos destinados à Associação Aracajuana de Beneficência (Hospital Santa Isabel).

Os resultados das investigações levam a corporação a cumprir seis mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara da Justiça Federal de Sergipe, nos municípios de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro. A ação começou por volta das 6h.

Com a apuração da Receita Federal, os investigadores constataram irregularidades com as declarações de imposto de renda de pessoa física dos investigados, no período a partir de 2009. Foram analisadas toda a documentação de 2004 a 2017.

Com isso, a Polícia Federal  solicitou autorização judicial para quebra de sigilo bancário e fiscal dos investigados. Com a autorização cedida, a equipe descobriu que a evolução patrimonial vem de possíveis desvios de recursos públicos oriundos do Fundo Nacional de Saúde e de alguns Fundos Municipais de Sergipe.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os agentes da PF também observaram uma série de emissões de cheques de alto valor em favor de empregados do hospital e dos seus familiares. Os investigados teriam uma baixa remuneração mensal, o que levantou a suspeita dos investigadores. Além disso, foi verificada a ausência de informações de fornecedores ou prestadores de serviços, notas fiscais nos lançamentos contábeis e a existência de registros contábeis atípicos de saída de recursos.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade