Siga o Jornal de Brasília

Brasil

PF mira ex-servidores dos Correios em ação contra tráfico internacional de drogas

Eles atuavam interceptando pacotes que continham droga sintética para revender depois, segundo a Polícia Federal

Publicado

em

Publicidade

Willian Matos
redacao@grupojbr.com

Dois ex-servidores dos Correios e três ex-funcionários terceirizados que atuavam na empresa são alvo da Operação Holanda, deflagrada pela Polícia Federal nesta quarta-feira (9) em Curitiba e em Piraquara, no Paraná. A ação visa combater uma organização criminosa com atuação no tráfico internacional de drogas sintéticas.

Ao todo, são cumpridos sete mandados de busca e apreensão. Os ex-funcionários dos Correios são suspeitos de utilizar o centro internacional de encomendas em Pinhais para praticar o esquema — todas as encomendas internacionais de até dois quilos que chegam no Brasil chegam a esta unidade.

Segundo a Polícia Federal, eles atuavam interceptando pacotes que continham droga sintética para revender depois. “A suspeita é de que a apropriação ilícita dos entorpecentes ocorria na própria estação de trabalho dos investigados, que identificavam a origem e características dos objetos postais. Se contivessem droga sintética, os pacotes eram interceptados e subtraídos para posterior venda”, informa a PF.

Publicidade

Os nomes ainda não foram divulgados. A PF espera encontrar evidências relacionadas à investigação e aos suspeitos.

A operação de hoje, que conta com o apoio da Gerência de Segurança Operacional dos Correios, é um desdobramento da Operação Hexa, deflagrada em 28 de fevereiro deste ano. Na primeira fase da operação, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária que foram convertidas em prisão preventiva, pela prática de peculato e associação criminosa.

Com informações da Agência Brasil


Você pode gostar
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *