fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Peritos já sabem onde começou o fogo no Museu Nacional

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Os peritos da Polícia Federal já sabem onde começou o fogo no Museu Nacional do Rio. Mas, para evitar especulações sobre a causa da tragédia, ainda não divulgaram o local exato. A hipótese de incêndio criminoso não está descartada pelos investigadores, conforme apurou o RJTV (Globo).

O Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, foi destruído por um incêndio de grandes proporções no dia 2 de setembro.

Visitantes da Quinta da Boa Vista, na cidade do Rio de Janeiro, aproveitaram o feriado de 7 de setembro para protestar contra o incêndio no Museu Nacional. Os índios da Aldeia Maracanã participaram da manifestação. Um antropólogo disse que a coleção com cerca de 20 mil peças dos primeiros habitantes do País foi destruída.

Pela manhã, foi celebrada uma missa de desagravo ao museu na Igreja Nossa Senhora do Carmo da Antiga Sé, no Centro. A cerimônia cobrou mais atenção ao patrimônio histórico brasileiro.

O esforço agora é pela reconstrução e pelo levantamento do acervo que escapou do fogo. Cerca de 1,5 milhão de peças, das coleções botânicas, de mamíferos e répteis, além de livros, estavam em outros prédios. Uma equipe já foi formada para entrar no museu a partir da segunda-feira (10) para procurar e recolher peças do acervo.


Leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade