fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Órfãos da Covid: proposta sugere fundo para amparar crianças que perderam pais para o vírus

O fundo, se for criado neste formato por uma iniciativa privada será inédito no mundo, tanto em situações pós guerra quanto no pós pandemia

Avatar

Publicado

em

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
PUBLICIDADE

Uma proposta inserida na página de ideias do Senado Federal sugere a criação de um fundo que ampare crianças que ficaram ou ficarão órfãs em decorrência da covid-19 até o final da pandemia. A ideia foi postada e aprovada pelo comitê que avalia as ideias no dia 18 de novembro e tem até o próximo dia 18 de fevereiro como prazo para conseguir 20 mil assinaturas e ser lida pela Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal. 

A ideia legislativa é de autoria do jornalista Walberto Maciel que pretende com a venda do um Ebook Órfãos da Covid-19, que ele escreveu quando o Brasil ainda estava atingindo o número de 100 mil mortes por Covid-19. “Estava em casa e pensei em que situação ficariam meus filhos se eu e a Sara contraíssemos a doença e morrêssemos. No mesmo instante recebi aquela intuição que tinha que olhar para fora da minha janela, para fora da minha porta e ai veio a ideia de escrever o E-Book e em seguida quando tomei conhecimento da página de ideias legislativas do Senado, fiz a proposta”, destaca Walberto Maciel que é repórter político em Brasília.

O jornalista explica que o Ebook que escreveu já está registrado com o selo da Biblioteca Pública Nacional e no texto está declarado que 80% do valor arrecadado com a venda do E-book na internet será aplicado diretamente no fundo, se ele for aprovado.

Caso não seja ele já está registrando uma ONG com a qual pretende fazer uma pesquisa de campo para saber quem são e quantos são as crianças e jovens que perderam o pai, a mãe, os dois ou em caso de crianças criadas pelos avós, que perderam os avós ou quem era o mantenedor da família para direcionar recursos para estas crianças.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ineditismo

O fundo, se for criado neste formato por uma iniciativa privada será inédito no mundo, tanto em situações pós guerra quanto no pós pandemia. “Fiz uma pesquisa rápida no Google e vi que para atender as crianças do mundo todo existem cinco entidades, uma delas é a Unicef, mas apenas uma atua diretamente com crianças pós tragédias, isso é muito pouco para o número de mortes provocadas pela Covid no mundo.

O link para leitura do E-book está aberto nas redes sociais e a compra é voluntária para ajudar na campanha de arrecadação para o Fundo e criação da ONG e pode ser feita pelo link do Pag Seguro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade