fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

MPT destina R$ 321,8 milhões para o combate contra a Covid-19

Entre as ações custeadas está a compra de equipamentos de proteção individual a profissionais de saúde da linha de frente do combate à doença

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Segundo levantamento publicado nesta quarta-feira (2), o Ministério Público do Trabalho (MPT) já destinou em torno de R$ 321,8 milhões a ações de enfrentamento à Covid-19. Garantidos por decisões da Justiça do Trabalho ou por acordos extrajudiciais (Termos de Ajuste de Conduta – TACs), os recursos vêm sendo repassados a hospitais, associações de saúde, universidades, entes da federação, entre outros, para a execução de ações de enfrentamento ao coronavírus.

Entre as ações custeadas com os valores estão a aquisição equipamentos de proteção individual a profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à doença, a compra de respiradores, ventiladores pulmonares e kits de testagem para saber se a pessoa contraiu o vírus, o financiamento de pesquisas, entre outras medidas. Os valores das reversões são fruto de indenizações por danos morais coletivos ou multas trabalhistas, que têm por finalidade a reparação da sociedade pelos prejuízos causados por empregadores, com violações trabalhistas que afetam inclusive o sistema de saúde.

Uma das ações recentes foi a entrega de equipamentos médicos destinados ao enfrentamento à Covid-19 em Santa Catarina (SC) – uma parceria entre o MPT e O UNOPS, organismo das Nações Unidas especializado em infraestrutura, compras e gestão de projetos. Os recursos para a compra foram destinados pela 1ª Vara do Trabalho de Balneário Camboriú por solicitação do Ministério Público do Trabalho (MPT-SC).

Para a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Belo (SC), cidade a 66 km da capital, foram entregues um ventilador pulmonar de transporte, um desfibrilador externo automático, três oxímetros estacionários, seis suportes para soro e seis biombos que serão utilizados no Pronto Atendimento e centro de triagem de Covid-19 da cidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Já o Hospital Regional São José – Homero de Miranda Gomes (HRSJ), em Florianópolis, recebeu 50 oxímetros de dedo e 50 termômetros digitais. O Hospital de Porto Belo recebeu respirador, oxímetros e biombos, entre outros equipamentos.

Destinações

A tabela abaixo mostra as quantias destinadas até 30 de novembro, para quem e para que finalidade foi direcionado o recurso. O MPT criou um cadastro nacional para diagnóstico das necessidades da rede pública e privada de saúde no país. O cadastro está sendo ampliado diariamente, com base nas respostas de formulário disponibilizado pela instituição, e que permite ter de dados e informações sobre as condições de saúde e segurança dos profissionais que prestam serviços nas unidades públicas (municipais, estaduais e federais) e privadas de saúde de todo o país.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O objetivo é verificar a existência ou não de medidas de proteção junto aos trabalhadores de saúde, diante da pandemia pelo novo coronavírus (Covid-19). Segundo integrantes do Grupo de Trabalho da Covid-19 do MPT, o cadastro permite conhecer, de forma mais precisa e macro, a situação de saúde nos diferentes locais do país. Quanto maior a adesão, melhor será o planejamento da atuação do MPT e os resultados na proteção de profissionais de saúde e da própria população.

O preenchimento do formulário não exige identificação do respondente. As informações serão utilizadas na atuação do MPT durante a pandemia, além de orientar a melhor destinação de eventuais recursos oriundos de ações e acordos trabalhistas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Os resultados parciais do diagnóstico serão compartilhados com outras instituições públicas para coordenar ações.

As informações são do Ministério Público do Trabalho

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
>



Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade