fbpx
Siga o Jornal de Brasília

Brasil

MPF pede por medidas emergenciais de segurança na praia da Pipa (RN)

Na última terça-feira (17), três pessoas morreram após serem atingidas por parte de uma falésia que desmoronou, na praia de Pipa

Avatar

Publicado

em

PUBLICIDADE

Em caráter de urgência, o Ministério Público Federal (MPF) abriu uma investigação com medidas emergenciais para que autoridades públicas possam garantir a segurança de turistas nas falésias da praia da Pipa, no Rio Grande do Norte.

Na última terça-feira (17), três pessoas morreram após serem atingidas por parte de uma falésia que desmoronou, na praia de Pipa.

Segundo o Ministério Público, medidas emergenciais devem ser estudadas para garantir a segurança das pessoas na região.

Por meio de um documento enviado ao MPF, a prefeitura de Tibau do Sul convidou o ministério para uma vistoria, nesta quarta-feira (18) e afirmou que fechou nove estabelecimentos que ficam nas falésias.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A prefeitura informou ainda que agentes públicos e placas alertam os turistas sobre a possibilidade de desabamento.




Leia também


Publicidade
Publicidade
Publicidade